Confira 7 dicas para prevenir a perda de memória

0
43

[ad_1]

Quantas vezes você perdeu a chave de casa na última semana ou esqueceu uma data importante? Ter uma memória impecável é o sonho de muitas pessoas e pode ser conquistado com pequenas mudanças de hábitos.

De acordo com o neurocientista e biólogo Fabiano de Abreu, quando o cérebro humano se reorganiza para aprender algo novo, são feitos estímulos que beneficiam os tecidos neurais.

“Exercitar o cérebro permite ampliar e melhorar a forma dos neurônios, promovendo resultados benéficos para a saúde ao longo da vida e diminuindo as chances de desenvolver doenças neurológicas”, afirma Fabiano de Abreu.

0

O neurocientista explica que o tecido do cérebro é maleável, o que significa que, assim como pode sofrer danos, também consegue se aperfeiçoar.

“A neuroplasticidade cerebral promovida mediante ao processo de aprendizagem condiciona não apenas uma boa saúde mental, como também diminui os danos de doenças que atacam as células neuronais”, explica.

Alguns hábitos podem beneficiar os neurônios e garantir tecidos mais saudáveis. Confira nove sugestões do neurocientista:

1 – Alimentação

Dezenas de estudos realizados em todo o mundo já comprovaram que a dieta mediterrânea e a dieta japonesa ajudam a preservar as funções cerebrais e a neuroplasticidade.

2 – Pratique exercícios físicos

A prática de atividades físicas estimula a libertação de neurotransmissores que ajudam no processo de memorização, crucial para a neuroplasticidade.

3 – Durma mais cedo

Começamos a liberar melatonina, o neurotransmissor crucial para o “reset” do cérebro, ao anoitecer. Sua produção mais intensa ocorre entre as duas e quatro horas da madrugada.

Enquanto estamos dormindo, o sistema nervoso central faz uma limpeza de substâncias nocivas como as beta-amiloides, enquanto isso o cérebro faz uma seleção das memórias que serão descartadas e armazenadas através de ondas do sono profundo, para o córtex cerebral onde são armazenadas.

Dessa forma, o sono lento e profundo ajuda a consolidar o que foi aprendido ao longo do aprendido.

4 – Faça o oposto do que está habituado

Experimente mudar a mão que escova os dentes, andar de costas, inverter as mãos no teclado e mudar os exercícios físicos, já que fazer a mesma coisa consolida o modo automático do cérebro.

Tente também encarar os problemas por outra perspectiva e mudar de ponto de vista.

5 – Controle a ansiedade

A ansiedade aciona o sistema simpático do corpo. O especialista explica que algumas atitudes simples ajudam a acionar o sistema nervoso periférico e tirar o foco da ansiedade.

Por exemplo, aperte com vontade algumas partes do próprio corpo, como os pés, as nádegas, as coxas e os braços; pense em palavras que tragam pensamentos relaxantes, levando-o a outra atmosfera mental.

6 – Procure estímulos intelectuais

Tente incorporar à rotina o hábito de ler, estudar, escrever trabalhos, fazer resumos, aprender a tocar um instrumento ou novos idiomas.

7 – Arte e dança

Explore seu lado artista. Dance ou pinte um quadro para exercitar o cérebro.

[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here