Quadrilha que lava dinheiro de drogas com imóveis de luxo é alvo da PF

0
61

UMA Polícia Federal ea Receita Federal Participante, nesta terça-feira (15/03), na Operação Vertigem, que tem como objetivo reprimir e desarticular o esquema de lavagem de dinheiro por meio da negociação e aquisição de apartamentos de alto padrão na cidade de Balneário Camboriú (SC). Os imóveis foram adquiridos com recursos do tráfico internacional de drogas.

Foram expedidos cinco mandados de busca e apreensão para as cidades de Itajaí (SC), Balneário Camboriú (SC) e Arapongas (PR). As autoridades também decretaram o sequestro de um imóvel de luxo.

Assinatura que negociou dinheiro o esquemate se deu a realização de negócios jurídicos fraudulentos com dinheiro de procedência ilícita. Os investigadores estão procurando que tenham subfaturamento do valor dos imóveis e a utilização de “laranja” como forma de ocultar a identidade do comprador real.

Os imóveis, de acordo com a PF, são compradores por um narcotra internacional, e responsáveis ​​pela remessa de carregamentos de cocaína para a Europa através do Porto de Paranaguá (PR).

Em relação a um dos apartamentos, a polícia responsável pelo empreendimento do construtor pelo empreendimento. Isso porque empresa de grande quantidade de dinheiro, em espécie, recebeu qualquer formalização contratual ou de comunicação aos órgãos competentes.

Empreendimento

O trabalho é um desdobramento da Operação Enterprise, de flagrada pela Polícia Federal em novembro de 2020 em diversos estados da Federação e no exterior para combater um conglomerado de Organizações Criminosas vocacionadas ao crime de tráfico internacional de drogas. A investigação deflagrada nesta terça recai sobre a lavagem de dinheiro perpetrada por um dos principais integrantes desta estrutura criminosa desmantelada na Operação Enterprise.

Os investigados responderão pelo crime de lavagem de dinheiro, com penas que podem variar de 3 a 10 anos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here