Zelensky acusa tropas russas de sequestradores prefeito de Melitopol

0
52

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, acusou as tropas russas de sequestrarem o prefeito de Melitopol durante o conflito, que já se estende há 17 dias. As autoridades ucranianas publicaram um vídeo em que Ivan Fedorov aparece sendo levado a um prédio nessa sexta-feira (11/3), com os vendados.

Zelensky chamou Fedorov de “prefeito que defende bravamente a Ucrânia e os membros de sua comunidade” e acusou Moscou de “passar para um novo estágio de terror”, com ações equivalentes aos “terroristas” do Estado Islâmico.

“Isso é obviamente um sinal de fraqueza dos invasores”, disse o presidente. “Eles estão treinados para um novo tratamento de terror no qual estão sendo treinados para autoridades locais naturais”, contínuo.

Em reação, os moradores da cidade ucraniana foram às ruas para protestar contra o claro sequestro.

0

Ataques

Neste sábado (12/3), dois depósitos de petróleo próximos de Kiev foram atacados e descobertos em chamas, segundo o governo ucraniano. Os locais foram alvos de novos ataques russos durante a madrugada.

Um dos depósitos se encontra em Vasylkiv, cidade que fica a 36 km da capitalucraniana. O outro, na vila de Kryachky.

Segundo o jornal Kiev Independente, um dos objetivos dos militares russos era uma grande base aérea em Vasylkiv. Houve também relatos de um incêndio em um armazém de alimentos congelados na vila de Kvitneve.

Os ucranianos afirmam que, até agora, não tiveram vítima desta investida russa.

Na sexta-feira (11/3), pela primeira vez, as regiões ucranianas de Dnipro, Rivne e Ivano-Frankivsk foram bombardeadas.

Dnipro, quarta maior cidade do país, foi a mais aprovada. O distrito de Novokodatsky foi alvo de três ataques aéreos.

Lutsk, no noroeste da Ucrânia, teve uma fábrica de consertos de aeronaves e um aeródromo incendiados. A constava da lista de locais estratégicos a serem atacados pela Rússia. O governo local confirmou que asmo perto do aeródro e pediu que toda a população fuja para abrigos.

Em Ivano-Frankivsk, no oeste da Ucrânia, também se ouviram explosões nesta sexta-feira (11/3) — o 16º dia de confronto.

Nas últimas horas, tropas russas se aproximam de Kiev e dispararam contra áreas residenciais, mostram imagens de satélite.

Segundo o governo craniano, o serviço de inteligênciaucraniano descobriu que as tropas russas planejam “isolar” Kiev, capital e coração do poder do país. A inteligência do Reino Unido também fez declarações do tipo. Tanques, de acordo com os russos, já estão nos arredores da cidade.

Nesta feira, a Ucrânia, a acontecer, a Mariupol de humanos, a possível, a todos, a início da semana, a direitos, a início de fevereiro, a muitas pessoas, a ir, a ir, a partir de 24, a partir de 24.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here