Startup quer entregar encomendas pelo espaço

0
48

Hoje em dia somos adquiridos a comprar alguma coisa online e ter o produto entregue em nossa porta. Isso se deve à revolução que a Amazônia fez no setor de e-commerce. Esse conceito foi aumentado para um lugar que, provavelmente, muitas pessoas não imaginam. Uma comece quer aplicar esse conceito de entregas, mas fora da Terra.

A startup Justin Forniana “Inversion co-fundada”, 23 anos, entregas rápidas está o seu negócio pensando nessas entregas pelo nosso planeta. O plano é encomendado no espaço.

De acordo com Fiaschetti, a ideia da startup é ao mesmo tempo simples e engenhosa. Isso porque eles estão aproveitando o crescimento da corrida espacial pelo setor privado. Então, o plano é mirar nesse setor que, tecnicamente, ainda nem existe.

Entregas

Esan

As feitas pela capacidade empresarial são de e para vários pontos da Terra através de pequenas cápsulas de capacidade orbital de voo e que podem, em teoria, desenvolver um movimento de entrega em queda livre de até 25 vezes acima da velocidade do som.

Até agora, os primeiros testes ainda não tiveram lançamento para o espaço. O máximo que fizemos foram testes com pequenos planadores que saíram de uma pista de pouso alugada comece perto das montanhas de Santa Ana, em Orange County, Califórnia.

Com esses testes, a empresa está avaliando a capacidade de pouso das encomendas sem que elas precisem do espaço. As cápsulas onde estarão os produtos necessários têm um formato parecido com o de um disco voador e elas vão sair de paradas, desacelerando um lançamento orbital e, em tese, estabilizando uma encomenda.

Cápsulas

Olhar digital

A cápsula mede 20 polegadas, o que equivale a um pouco mais de 50 centímetro, de diâmetro. Esse tamanho se compara com as caixas que são usadas pelos Correios. O objetivo final da startup é padronizar uma cápsula maior para qualquer tipo de encomenda, mas não ser maior do que 1,2 metros.

Por conta desse tamanho, como encomendas não poderão ser objetos, como por exemplo uma grande televisão ou geladeira. A ideia da empresa é focada em pequenos objetos que facilitam e encaixotar guardar em contêineres pequenos.

De acordo com o processo que a comece afirmou, a encomenda seria guardada nessa cápsula e ela, entraria em sua vez, com uma capacidade de navegação automática. Ou então, ela se manteria à deriva e seria energizada através de painéis solares até que fosse “chamada” de volta para Terra.

A partir desse momento, a encomenda se posicionaria na orientação ao ponto onde seria entregue. Então, ela cairia com a velocidade falada anteriormente até que adentrasse a atmosfera terrestre.

Por fim, os paraquedas seriam acionados para que uma encomenda desacelerasse e conseguisse pousar de forma suave no solo a cerca de 16 milhas de margem de erro da localização desejada.

Teste

Resumo elenco

No teste feito, o próprio Fiaschetti disse que “demorou um pouco para abrir”. Porém, ele não deu detalhes de como essas cápsulas sairiam da Terra. Por isso que há uma especulação de que uma startup usa algum tipo de sistema de “rideshare”, ou seja, “alugar” um espaço em algum foguete que trabalhe com entrega de cargas.

No entanto, o problema é que esse tipo de serviço custa, pelo menos, um milhão de dólares para cada empresa que usa o espaço do foguete. Além disso, esse preço aumenta de acordo com o peso da encomenda.

Mas Fiaschetti sabe disso, pois era estagiário da SpaceX antes de abandonar a faculdade para seguir seu sonho e começar a sua startup. Por isso que ele mesmo reconhece que, atualmente, os custos fazem com que o principal negócio da startup seja praticamente ativo. Entretanto, ele espera que os preços abaixem.

Concluindo, Fiaschetti reconhece que tudo ainda está em um estágio primário de desenvolvimento e processo criativo.

“Quando não está no início de um desenvolvimento, você meio que espera que as coisas não corram de forma tão perfeita quanto você queira. Não é à toa que as pessoas chamam trabalhos em hardware de ‘tecnologia dura’”, concluiu ele.

Fonte: Olhar digital

Imagens: Esan, Olhar digital, Resumo elenco

Esse conteúdo Startup quer entregar encomendas pelo espaço foi criado pelo site Fatos Desconhecidos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here