Receita altera códigos no programa de 2022

0
62

A Receita Federal anunciou que alterou os códigos no programa do Imposto de Renda 2022. Assim, a ficha “Bens e Direitos” foi reorganizada para o momento da declaração. Com isso, crieam-se novos códigos para a declaração de patrimônios como veículos, imóveis, aplicações financeiras no IR, entre outros. Então, para saber mais sobre a mudança e sobre a declaração deste ano, confira a seguir!

É que você provavelmente também gosta:

Aprenda a declarar suas criptomoedas no Imposto de Renda 2022

Receita Federal libera serviços do Imposto de Renda para Portal Gov.br

Confira 5 bons investimentos isentos de Imposto de Renda

Receita altera códigos no programa do Imposto de Renda 2022

Os detalhes das mudanças nos códigos só foram conhecidos no dia 7 de março. Isso porque foi nestes dados que a Receita Federal disponibilizou em seu site o seu novo programa para entrega da declaração do Imposto Renda 2022. Sendo assim, todas as pessoas obrigadas a declarar o IRPF 2022 devem usar os novos códigos na hora da declaração.

Uma das mudanças ocorridas foi em relação à reorganização da ficha de “Bens e Direitos”. Com o objetivo de ajudar o contribuinte a classificar um bem de maneira mais fácil e evitar erros de preenchimento, a Receita Federal agrupou os códigos para declaração do Imposto de Renda em novos grupos.

Até agora, a seção de busca de “Bens e Direitos” traz mais 70 itens que devem contribuir para a declaração na hora de preenchimento da declaração. Porém, com a mudança, novos códigos foram incluídos. Por fim, todos os itens também foram reorganizados em nove grandes grupos. Portanto, na hora de preencher a declaração, obtenha pelo grupo em questão e, em seguida, pelo código.

Veja os novos grupos criados para o Imposto de Renda 2022:

  • Bens Imóveis;
  • Bens Móveis;
  • Participação Societária;
  • Aplicações e Investimentos;
  • Créditos;
  • Depósito à Vista e Numerário;
  • Fundos;
  • Criptoativos;
  • Outros Bens e Direitos.

No caso de criptoativos, alguns códigos são novidade:

  • 01 – Declarar Criptoativo Bitcoin no Imposto de Renda;
  • 02 – Outras criptomoedas, conhecidas como altcoins, por exemplo, Ether (ETH), Ripple (XRP), Bitcoin Cash (BCH) e Litecoin (LTC);
  • 03 – Criptoativos conhecidos como stablecoins, por exemplo, Tether (USDT), USD Coin (USDC), Brazilian Digital Token (BRZ), Binance USD (BUSD), DAI, True USD (TUSD), Gemini USD (GUSD), Paxos USD (PAX), Paxos Gold (PAXG) etc.;
  • 10 – Criptoativos conhecidos como NFTs (Non-Fungible Tokens);
  • 99 – Outros criptoativos.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então não siga não canal do youtube e em nossas redes sociais, como o o Facebook, Twitter, Contração muscular e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre Bancos digital, cartões de crédito, Financeiro, fintechs e relacionado ao mundo das finanças.

Imagem: Lais Monteiro / Shutterstock.com

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here