Europa Ocidental recebe de braços abertos os ucranianos…por enquanto

Milhões de casos de refugiados estão chegando aos países da Europa Central e Ocidental, próximos culturalmente, que veem, por enquanto, com esta mão-de-obra adicional e, em muitos, muitos, os efeitos dessa mão-de-obra adicional, assim entendidos, massivo preocupam.

Romênia, Hungria, Moldávia e Bulgária são Estados que, desde o fim da era comunista, são os mais populares entre a população ir.

Mesmo que a falta de mão de obra e o crescimento econômico contínuo de alguns países sejam necessários, nos últimos anos, fossem necessários aos trabalhadores ucranianos, os números vistos há são um grande desafio.

Mais de 2,5 milhões de civis fugiram das bombas russas na Ucrânia desde 24 de fevereiro, dia que começou a invasão da Rússia. O destino deles é, em um primeiro momento, os países da região, que são um dos mais despovoados do planeta.

– Uma oportunidade –

É uma oportunidade que não se deve deixar passar, segundo um patrão em Sofia, Bulgária. Em uma carta ao governo, os representantes da ucranianos podem ocupar até 200 postos de trabalho que estão livres em setores de, hotelaria, construção e têxtil.

Sobretudo os recém-chegados são também, em maioria, eslavos e suatodoxos. Usam o alfabeto-ministro e, segundo ministro-ministro, Kiri são “em primeiro grau e primeiro ciri-

“São, estamos prontos para atender-los”, disse o responsável.

Os responsáveis ​​das empresas olham com especial a Ucrâniagrado aos búlgaros do país.

Na Bulgária, país de 6,5 milhões de habitantes, o Estado mais pobre da UE, há 200 mil ucranianos recenseados, um número que pode subir se os russos tomarem o controle da cidade de Odessa no Mar Negro

Por agora, o país se mostra acolhedor, assim como a Hungria, que, no entanto, possui, desde 2015, uma política de tolerância zero aos clandestinos que cruzam sua fronteira com a Sérvia vindos do Oriente Médio.

– Obstáculos –

É algo lógico para Viktor Orban, um nacionalista que está no poder há doze anos e em campanha para conseguir um quarto obrigatório consecutivo em 3 de abril.

“Sabemos diferenciar”, disse, claramente, o mandatário.

“Os migrantes que vêm do Sul, os prendemos. Os refugiados possuem direito à nossa ajuda”, resumo, sem meias palavras, aos jornalista semana passada.

O primeiro ministro também destacou a proximidade cultural e o fato de que há uma minoria húngara na Ucrânia.

Porém não é seguro que todos os refugiados que cruzam a fronteira querem ficar, já que, ainda que a região é em pleno crescimento econômico, seu atraso em relação aos países mais avançados da Europa Ocidental é enorme.

Além do mais, os possivelmente podem aparecer rapidamente, já que as mães que chegam sozinhas com filhos, os idosos e as crianças são uma grande parte das pessoas que pediram-de-obra.

– Onda histórica –

A ONU recorda que, desde 1945, não houve uma onda tão importante e tão rápida de deslocados na Europa.

“Como vai ser pela Europa? Com certeza, causará problemas”, anterior Brad Blitz, professor da University College de Londres.

Um exemplo é a Moldávia, com 2,6 milhões de hanbitantes, que já registra 105 mil refugiados da Ucrânia.

“Para enfrentar isso, necessitamos de ajuda e de maneira rápida”, disse Natalia Gavrilita, primeira-ministra dessa antiga república soviética, que não faz parte da União Europeia (UE).

Os 27 da União Gerald Kna grupo de reflexão Europeus de reflexão

Porque a crise só está ocupada pela pessoas: “Quem já chegou, porque um funcionário ocupado”, disse a Universidade de Rosenberg.

“Quando os mais próximos chegarem em alguns países, é provável que a posição destes países mudem” e voltem às antigas nações é em relação aos meses adiantados, avisa a um especialista.

burs-jza/bg/anb/ao/bl/me/dd/aa


Saiba mais

+ Ômicron: Sintoma inesperado da emergência em crianças preocupações médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira uma previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Verificar o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identificação lula gigante responsável por naufrágio de navio 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua



Publicado

em

por

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *