Crise do Chelsea é um alerta para os clubes que estão virando empresa

0
60

O Chelsea, atual campeão da Europa e que recentemente ganhou o título do Mundial de Clubes em cima do Palmeirasestá vivendo uma crise sem precedentes. Nesta sexta-feira (13), teve como contas bancárias1/suspensas suspensas pelo banco Barclays.

Não pode mais fazer nenhuma despesa. Seja para pagar viagens ou pagar funcionários e jogadores. Além disso, pode tornar-se insolvente e corre o risco de perder 9 pontos na Premier League

Antes dessa decisão, em mais uma sanção relativa à invasão russa à Ucrânia, o Chelsea viu os bens de seu proprietário, o oligarca russo Roman Abramovich — além de outros seis magnatas acusados ​​de ligação com o presidente Vladimir Putin —, são congelados pelo governo do Reino Unido, o que implicou em uma série de clubes financeiros específicos.

Não deixa um sinal de alerta para os clubes brasileiros que estão aderindo à Sociedade Anônima de Futebol (SAF), que precisam ser o máximo de cuidado com os sócios que estão adquirindo como suas ações.

É lógico que Ronaldo Fenômeno (Cruzeiro), John Textor (Botafogo) e Josh Wander (Vasco) nada têm a ver com Roman Abramovich, muito menos com a guerra da Rússia. E não é disso que estamos tratando aqui.

O que alertando é que são eventuais problemas que sejam futuros para a instituição, assim como esses problemas ocasionais – podem ser considerados como o gigante Chelsea, assim como esses problemas ocasionais.

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também não Instagram.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e as notícias direto no seu Telegram? Entre não canal das metrópoles.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here