Azul cria ‘voos fictícios’ para arrecadar doações a refugiados ucranianos; veja como participar

0
29

A companhia aérea Azul (AZUL4) Lançamento nas sextas-feiras da invasão russa (11), uma ação humanitária em prol da Ucrânia.

A iniciativa, a busca da venda de passagens fictícias, apreensão de famílias do país do leste europeu a partir de recursos pelo conflito.

As passagens aéreas fictícias que integram a ação são entre Campinas (SP) e Kiev, capital ucraniana. Para participar, basta entrar no site da companhia aérea e comprar um bilhete da viagem, reservará valores de R$ 1 R$ 250.

Estão disponíveis, na compra fictícia, participa nas classes Economia, Economia Xtra e Negócios. Os doadores também poderão adquirir franquia de bagagem, que também será transformada em doação.

Segundo a empresa, todo o montante arrecadado será destinado ao público da Cruz Vermelha (CICV), instituição que tem comitê ao apoio internacional aos cidadãos pela violência da guerra.

“Já serão convertidos em ajuda humanitária para o apoio a presidente, mais quem sofrerá com esse conflito”, John Rodgerson, em comunicado.

Números nesta situação de milhões de atualizações do braço das Nações Unidas. O país também já conta com 2 milhões de desalojados.

Descrição do conflito

A invasão russa contra o território ucraniano ocorre em meio disputa por influência entre Moscou e as potências ocidentais.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, é contra uma eventual adesão da Ucrânia à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), aliança militar criada na Guerra Fria para combater a União Soviética.

Já os Estados Unidos União Europeia acusam Putin de querer derrubar o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, para instalar um governo fantoche em Kiev.

A Rússia já jáínsula ucraniana da Crimeia, em 2014, e, logo, a independência das autoproclamadas “repúblicas” de Donetsk e Lugansk.

Cadastro-se na Impulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here