Governo e setor elétrico buscado para fila de projetos renováveis ​​para conexão – Money Times

Setor Elétrico
“Estamos trabalhando numa portaria de diretrizes para realizar acesso a essa certame, que possibilitará o racional de transmissão” (Imagem: REUTERS / REUTERS)

O governo está avançando com os estudos para organizar a fila gigantesca de projetos de geração de energia renovável Que querem se conectar ao sistema de transmissão, um problema que se acentuou no último ano com as fontes empreendedoras antes do fim de, ao mesmo tempo, de fontes renováveis.

Em encontro virtual nesta sexta-feira, representantes do Ministério de Minas e Energia e de associações do setor elétrico indicaram como possível solução a criação de um novo leiloarno qual empreendedores disputariam preferência na fila de conexão à rede de transmissão.

“Estamos trabalhando numa porta de diretrizes para realizar o acesso a certame, que possibilitará o racional de transmissão”, Paulo Cesar Domingues, secretário de Planejamento e Desenvolvimento da pasta, em webinar.

Conforme comunicado à Reuters, nos últimos 12 meses foram exibidos 196,7 gigawatts (GW) em requerimentos de outorga (DROs) para novas usinas de fontes renováveis ​​pela Agência Nacional de Energia Elétrica quantidade que equivale a mais do que o Brasil tem hoje capacidade instalada operacional, de 184 GW.

Segundo Domingues, os quase 200 GW superam em cinco vezes a necessidade de acréscimo da geração centralizada tendo em vista uma previsão do Plano Decenal de Expansão de Energia 2031, que será publicado ainda neste mês.

Para Elbia Gannoum, presidente da Associação Brasileira de Energia Eólica, o setor elétrico tem uma situação conjuntural e outra estrutural para resolver. Segundo ela, bateria de pedidos de outorga ainda pela “corrida das renováveis” Uma enguiao que reduz o volume de projetos no papel.

“É muito importante a gente buscar meios de limpeza a base e buscar a racional. Vamos fazer uma limpeza, tem muito papel nessa história (…) Talvez mais para o fim do ano a gente já conseguir onde estamos”, afirmou Gannoum.

Ela disse que os olhos a criação de um leilão de margem de processo de realização, mas destacou que a precisa ver bem ser adequada para as necessidades do setor.

“Só que vender sem nenhum critério seria reduzido, é importante levar em consideração os requisitos ambientais do projeto, ou requisitos sists e elétricos”.

Outra possibilidade de cumprimento da exigência de cumprimento dos projetos, Carlos Dornellas, diretor da Associação Brasileira de Energia Solarvoltaica.

“Existem caminhos mais simples (do que leilão), o aporte de garantias financeiras pode ser adaptado e simplificado”, disse ele.

Representantes das consultorias e Thymos Energia participaram do webinar também Psam a criação de novos projetos para organizar um fila de pedidos de conexão ao ONSjá que a tendência é que o futuro da transmissão se torne mais com a contratação de projetos de geração majoritamente no mercado livre, com previsão de planejamento para o governo.


Publicado

em

por

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *