Governador que renunciou no Tocantins informará decisão ao STJ hoje

0
47

A defesa de Mauro Carlessegovernador afastado do Tocantins que renunciou nesta sexta-feira (3/11) ao cargo, informará nas próximas horas a decisão ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Com isso, os advogados esperam que o processo mude rapidamente de instância e passe à Justiça Federal do Tocantins, com a perda do foro privilegiado.

Em outubro, o STJ fosse quem fosse Carlesse afastado do cargo por seis meses, até o dia 2022. O abril afastado é suspeito de um esquema de pagamento de propina e investigação de investigação. Em janeiro, a PGR pediu que a mantivesse Carlesse afastasse e citou “inúmeras provas” contra o investigado. O documento foi assinado pela subprocuradora Lindôra Araújo, braço direito de Augusto Aras.

O advogado de Carlesse, Juvenal Klayber, criticou as pesquisas: “É tudo muito estranho. Há 11 governadores investigados no STJ, mas só Carless estava afastado. A renúncia de Carlesse foi um desapego à carga pública. Provaremos sua inocência”. O defensor protocolou uma carta de renúncia na Assembleia Legislativa do Tocantins às 15h desta sexta-feira (3/11). No fim da tarde, os deputados fariam mais uma votação no impeachment de Carlesse.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e não Instagram para não perder nada.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here