Esse vendedor comia 1 kg de macarrão e 16 pedaços de pizza em uma refeição

0
40

O Sistema Único de Saúde (SUS) realizou em quatro estados brasileiros um mutirão de cirurgias bariátricas para marcar a importância dos problemas da obesidade, que combate a saúde. O vendedor Gabriel Honório, que aos 25 anos é hipertenso e pré-diabético, foi um dos operadores. Ele notou que era o momento de mudar quando a filha nasceu.

“Eu tinha 140 kg. Eu levantava a menina e já faltava o ar. Então, hora que você pisa no e fala: ‘Eu preciso voltar algumas coisas’”, é preciso esperar.

Gabriel revelou que uma vez foi em parque com os amigos e não entrou em um dos brinquedos. Ele também contorno sobre uma ida marcante a um restaurante.

“Teve uma vez que a gente foi em um rodízio de pizza e nesse rodízio eles também serviram porções de macarronada. Eu comi duas porções de 500 gramas de macarrão e 16 pedaços de pizza”, relembrou o vendedor.

Outro Operado no Mutirão do SUS foi Zózimo Neto. O designer de jogos chegou a pesar 145 kg. Por causa disso, estava associado a problemas de saúde, como dificuldade de obesidade e de se estar acima. Além disso, desabafou sobre as dificuldades para encontrar roupas.

“Você pega algumas roupas, vai para o provador e força para algum caber. E aí é aquela que você vai levar. Não importa como ela é”, contorno.

Mutirão no SUS e aumento da cirurgia bariátrica

Foto: Banco de imagens

A pandemia da covid-19 acabou gerando atraso na realização de procedimentos eletivos, como as cirurgias bariátricas. Desde 2020, o número de operações feitas desse tipo pelo SUS caiu 82%, no entanto, como cirurgias feitas por planos de saúde quase não tiveram queda. De acordo com o Ministério da Saúde, o novo afetou vários serviços públicos.

Por causa disso, no começo de anos de problemas022, anos de março a saúde.

Outra estatística importante a elevação é o aumento da procura cirurgia bariátrica entre adolescentes.

De acordo com a sociedade brasileira Bariátrica e Metabólica, de acordo com a sociedade brasileira, 002.10. bariátrica em menores de 18 anos começaram a ser registrados no país.

No SUS, o número é menor. Conforme o Ministério da Saúde, apenas 502 jovens entre16 e 18 anos da cirurgia nesse mesmo período.

Obesidade aumenta entre crianças e adolescentes durante a pandemia

Foto: Unicef

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidospublicado na revista Jaime, mostra que durante a pandemia de covid-19, os números de crianças e adolescentes foram registrados.

Como crianças e adolescentes que mais apresentaram mudança no índice de massa corporal (IMC) – a média que considera os quilos na balança em relação à altura – são as que têm entre onze e cinco anos. Nesse público, o aumento do excesso de peso ou obesidade foi de 36,2% para 45,7%.

O estudo analisa os intervalos de tempo para entender a corrida dentro do esperado. Por isso, depois de março de 2021, comparação com março de 2020 e janeiro de 2021, início da pandemia.

A conclusão foi que os jovens ganharam mais peso durante a pandemia. Para as crianças de 12 e 15 anos, os percentuais de obesidade ou sobrepeso de crianças de 38,7% para 43%. Para os que tinham de 16 a 17 anos o aumento foi de 36,5% para 38,2%.

O estudo estudado 19 mil crianças e 17 anos gerais, nos Estados Unidos, sem doenças. Os pesquisadores estão ligados à Universidade de Michigan à entidade relacionada à cobertura de planos de saúde Kaiser Permanente, na Califórnia, responsável por colher os dados.

O presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, Fábio Viegas, relata que a sobrepeso precisa de maior atenção durante a infância e adolescência ao efeito conhecido como memória celular que pode facilitar quadros de ganho de peso no futuro.

“Uma criança obesa tem maior chance de ter obesidade na vida adulta. Além disso, ela se desenvolve mais precocemente como doenças relacionadas a esse quadro de saúde”, afirma o médico.

Fonte: G1, O Globo, Fantástico

Esse conteúdo Esse vendedor comia 1 kg de macarrão e 16 pedaços de pizza em uma refeição foi criado pelo site Fatos Desconhecidos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here