Ucrânia afirma que russos já disse na guerra mais guerra

0
36

A esperança de uma solução russa chega à guerra na Ucrânia divide com notícias sobre a intensificação dos bombardeios urbanos e da possibilidade de combates urbanos mais letais, no momento em que a invasão militar ao 15º dia, nesta quinta-feira (10/3 ).

Começou, nesta manhã, uma reunião na Turquia entre os chefes da diplomacia russa, Sergey Lavrov, e ucraniana, Dmytro Kuleba. É a reunião mais promissora desde o início da guerra, em 24 de fevereiro, mas não há otimismo para um cessar-fogo imediato na opinião de observadores internacionais.

Veja uma imagem do encontro, divulgada nesta manhã pelo porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia:

Ao mesmo tempo, como autoridades ucranianas Relacionar um aumento no volume de bombardeios russos na última madrugadaem relação aos dias anteriores, com mortes e áreas familiares em escombros em muitas cidades.

De acordo com o Ministério da Defesa da Ucrânia, esta quinta-feira indica que o país já atingido foi ao menos 710 com dados por russos.

Ainda segundo as estatísticas divulgadas pela Ucrânia, a Rússia já perdeu 12 mil combatentes; 49 aviões; 81 helicópteros; 335 tanques; 56 lançadores de entrega; 526 veículos e 29 baterias anti-áreas.

Estimativa mais conservadora

Membros das forças armadas dos Estados Unidos que acompanham o desenrolar do conflito na Ucrânia estimaram, nessa quarta-feira, que entre 5.000 e 6.000 soldados russos foram mortos nas primeiras semanas da invasão à Ucrânia.

As autoridades norte-americanas classificam como baixas como “muito significativas”.

Nova tentativa de evacuar civis

Também nesta quinta corredores está mais uma tentativa de evacuar civis de cidades conflagradas por meio de humanos.

A vice-ministra de Reintegração dos Territórios Ocupados, Iryna Vereshchuk, disse esta manhã que há corredores abertos em Mariupol, Volnovakha, Izyum, Sumy, Trostyanets e Krasnopil, além de cidades próximas a Kiev: Bucha, Borodyanka, Irpen e Gostomel.

A ideia de que os civis podem ir para uma infraestrutura ainda não local pelos bombardeios ou onde há recursos como alimento e água, o que não ocorre em grandes porções do país.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here