Uber Eats culpa iFood e encerramento de entrega de comidas no Brasil

0
42

Em janeiro deste ano, os usuários do Uber Eats, associados ao Uber Eats, foram informados que a partir do dia 8 de março a empresa não projetado mais realizando as entregas de comidas no Brasil.

Presente desde o 2º bairro de comida que foi inaugurado em seu serviço no local de São Paulo, apenas um segmento de entrega de alimentos (nobres e alguns bairros em alguns São Paulo).

Com o passar do tempo, o Uber Eats foi expandindo e até seus momentos finais de funcionamento no Brasil, marcava presença em mais de 150 cidades.

Afinal, qual o motivo do fim do Uber Eats no Brasil?

A princípio, logo quando a informação foi passada para os usuários no começo do Uber não foi revelada a divulgação das atividades do Uber Eats no Brasil.

No entanto, assim que a decisão veio à tona, começou-se a suportar que o motivo estava ligado ao crescimento e presença de uma outra empresa do segmento de refeições no país, o iFood.

Conforme apurado pelo Valor Econômico, esta teoria realmente tem fundamento, já que, no dia 4 de março, a Uber encaminha uma manifestação para a Superintendência Geral (SG) do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O que diz o documento?

Segundo um trecho do documento enviado pela Uber ao Cade, o encerramento das operações do Uber Eats está ligado às barreiras artificiais impostas pelo iFood.

Ao que tudo indica, essas “barreiras artificiais” como empresa cita na oferta consistem nos contratos exclusivos que o iFood mantém com restaurantes, para evitar que os mesmos realizem o serviço de entrega de refeições por meio de outras plataformas.

impactos esses contratos?

Os contratos de negócios únicos ou iFood do ramo de negócios que sustentam uma única vez, os negócios ainda não foram comercializados pelo Uber, mas também como plataformas que operam no país.

As barreiras artificiais se tornam avançadas para firmar o número de equipamentos disponíveis para firmar uma relação com o Uber Eats. Para se ter uma noção, presume-se que o iFood domina cerca de 80% do mercado de entregas de comidas por aplicativo.

Quais serviços de entrega a Uber continua oferecendo?

Apesar de toda situação, a Uber explica que alguns serviços continuam sendo realizados. Veja quais são.

  • Entregas de compras em farmácias, mercados e outras lojas feitas, via Cornershop;
  • Entregas de pequenos pacotes, via Uber Flash;
  • Entregas de envios comerciais feitos no mesmo dia da compra, via Uber Direct.

Existe alguma possibilidade do Uber Eats voltar a operar no Brasil?

A depender dos rumores que o assunto tomará no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), existe uma possibilidade do Uber Eats voltar a funcionar no Brasil.

Em fevereiro de 2021 que foi solicitado ao longo de novos contratos, que fosse o Rappi solicitou uma tomada em março, que fosse revisto o Rappi solicito ao longo de novos contratos, mas preserva os acordos.

Segundo a Rappi, encerramento das atividades do Uber Eats no Brasil é uma das decisões de contratos do iFood.

O pedido ainda será concluído pelo Cade.

O que diz o iFood sobre a situação do Uber Eats?

O iFood afirma que a decisão tomada pela Uber se dá por conta de uma estratégia global. Além disso, a companhia também diz que o mercado brasileiro de entregas por aplicativo é competitivo e possui grandes condições de expansão.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então não siga não canal do youtube e em nossas redes sociais, como o o Facebook, Twitter, Contração muscular e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre Bancos digital, cartões de crédito, Financeiro, fintechs e relacionado ao mundo das finanças.

Imagem: XanderSt / Shutterstock.com

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here