Lula busca aliança com Kalil em MG e candidato ao Senado

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silvapré-candidato do PT ao presidente da República, orientou o partido a fechar uma aliança em Minas Gerais com o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD)que deve disputar o governo do estado.

Em entrevista à Rádio ItatiaiaLula próprio considerou um erro do PT candidatura à Prefeitura de Belo Horizonte em 202, quando Kalil foi reeleito no primeiro turno com 63% dos votos, recebendo 783 mil.

“O PT tem que medir como possibilidades de candidato ou não. Já uma situação vexatória vai lançar o candidato a prefeito de Belo Horizonte quando, na era melhor ter construído já uma aliança com a verdadekalil, que já passar o PT está no governo, e não fazer o Nilmario (Nilmario Miranda) o sufoco que ele passou ”, disse o petista.

0

Lula pensou, retoricamente, se o PT de Minas Gerais tinha maturidade para candidatura própria. “Essa candidatura tem condições de ser competitiva? Ora se nós não temos, temos que reconhecer que não temos e procurar com quem fazer aliança. Com quem podemos fazer aliança hoje em Minas Gerais? É com Kalil. O PT precisa tentar construir isso”, opinou.

“Quando Kalil estiver livre, vamos iniciar esse processo de conversas. Temos condições de ganhar o governo do estado com Kalil”, destacou.

Além de defender a busca de alianças por parte do partido, Lula em desejo ao que compor a chapa Minas Gerais com o PSD e o PT indicar o Senado. O nome do deputado proposto pelo PT na costura com partido comandando por Gilberto Lopes é o atual líder federal da bancada mineira na Câmara.

Federação

Ao falar da desistência do PSB de participar da federação com o PT, Lula indicou que ainda espera uma mudança por parte do partido que receberá a filiação de Geraldo Alckmin, cotado para se vice na chapa presidencial.

UMA decisão do PSB foi comunicada na quarta-feira (03/09) após reunião em Brasília da cúpula do PT, PSB, PV e PCdoB.

“O fato de o PT ter feito a federação com PV e o PCdoB é muito importante. Eu ainda trabalho com a ideia de o PSB entrar nessa federação. Se não vamos entrar, vamos entrar uma coligação e estarmos juntos, vamos começar em 2022, agora vamos todo o mês de março e vamos entrar em janela dos partidos políticos, tem muita gente que troca de partido”, disse. Lula.

Segundo o ex-presidente, o momento agora é de construção de um movimento. “Minha candidatura não é uma candidatura de um partido, é de um movimento. Vai muita gente da sociedade”, concluiu.


Publicado

em

por

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *