golpe do Decore mira MEIs via WhatsApp e SMS

O golpe a nova maneira do dinheiro e os dados são encontrados para roubar o dinheiro e os dados pessoais das pessoas. O alvo da vez são os Microempreendedores Individuais (MEIs). Os golpistas entram em contato com a vítima e começam seu esquema de enganação usando SMS e Whatsapp.

Segundo o Conselho Federal de Contabilidade (CFC), a quadrilha se passa por Bancos que sustenta uma linha de crédito com juros baixos. Isso, elas pedem dos Rendimentos de apresentação do Decore, que é a Comprobatória de Percepção de Declaração.

Como o golpe do Decore acontece

As pessoas inteligentes, por meio de filtros industriais procuram o telefone celular das MEIs no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). Com esses contato em mãos, a quadrilha com as empresas, fingindo ser uma instituição bancária o que uma linha de crédito para seu negócio oferece.

Mas não para por aí. Para liberar o crédito, os golpistas pedem a apresentação do Decore, que é o comprovante de rendimentos da empresa. Ao solicitar o documento, os responsáveis ​​indicam um falso escritório de contabilidade para emissão do mesmo.

Ao entrar em contato com o escritório indicado, os golpistas solicitam uma apresentação de documentos pessoais e fazem um orçamento falso para a emissão do Decore. Segundo relatos de usuários, o valor solicitado gira em torno de R$ 690 ou mais.

Muitas pessoas, por terem interesse no, acabam pagando o valor para emissão do documento. Ao tentar entrar em contato com o banco para a liberação do comparando, a vítima não é atendida. O mesmo acontece com o falso escritório de contabilidade.

No fim, a vítima termina sem o crédito e o Decore. Além disso, os pessoais do empresário ficam na mão dos golpistas, podendo ser utilizados em diversas formas. A dica que o CFC orienta é enviada sem suspeitar de mensagens bancárias não oficiais. Além disso, também é indicado que contratado um contador de confiança para a empresa.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então não siga não canal do youtube e em nossas redes sociais, como o o Facebook, Twitter, Contração muscular e Instagram. Assim, você acompanhará tudo sobre Bancos digital, cartões de crédito, Financeiro, fintechs e relacionado ao mundo das finanças.

Imagem: oasisamuel / Shutterstock.com