Babá eletrônica hackeada que estranho falasse com bebê

0
56

Há coisas poucas no mundo tão assustadoras quanto um estranho tendo contato direto com seu filho indefeso. Foi isso que Shannon Richardson e Jack Gray, de Banbury, em Oxfordshire, na Inglaterra, viveram ao descobrir que a babá eletrônica representou um perigo maior do que imaginaram.

O casal inglês entendia por que seu filho, Freddie, de meses 5, acordava as noites por 2h da manhã e não voltava todas as crianças dormir mais. O problema durou algumas semanas até que a culpa eletrônica era da babá sendo usada por um estranho falar com o bebê.

Os pais ouviram tão claramente uma “voz profunda que ouviu alguém no quarto do bebê”. “Ninguém estava lá, mas o monitor se movia na direção de Jack. A voz veio através do monitor. Jack apenas arranjou o monitor da parede e pegou Shannon no colo”, disse.

Com alguém além disso pais preocupadodos, que Freddie sendo vigiado por babá e eletrônica, disso, conversava com ele. Assim, um dos principais medos do casal era de que o estranho fosse um homem local que estava vigiando a família. Por causa disso, Shannon ficou na casa da mãe, mesmo depois de se desfazer da babá eletrônica.

Dessa forma, Shannon contornou que ganhou uma babá eletrônica quando ainda grávida. “Nós o usamos desde que ele nasceu. Monitores de bebê devem ser uma coisa segura para vigiar seu bebê”, disse Shannon. “Você nuncaia pensar que outra pessoa olha para eles.”

Babá eletrônica

Reprodução

Uma segurança encontrada em segurança em 01 pelo laboratório Rapid7 que havia várias falhas de eletrônicas. Dessa forma, o mais grave foi a transmissão de vídeo e dados para servidores sem criptografia ou com senhas básicas, como “1234” ou “admin”.

Então, com uma simples conexão de Internet, o aparelho já tem problemas de segurança, mesmo se houver barreiras de firewall. Sendo assim, existem algumas dicas para se proteger desse perigo.

Uma delas é usar senhas fortes, assim como credenciais das pessoas que têm acesso ao seu equipamento. Também mantenha os sistemas atualizados e reveja o recurso de câmeras à distância.

Você não saiba como configurar o aparelho, busque instruções em manuais do produto ou contrate um técnico ou especialista de confiança para se proteger contra possíveis invasores.

Investigação da PF

Uma investigação da Polícia Federal concluiu que os hackers estão invadindo câmeras de segurança residencial e equipamentos de babá eletrônica em várias cidades brasileiras de diferentes regiões.

Assim, a Unidade de Repressão a Crimes de Ódio e Pornografia Infantil da PF14 em dispositivos de residências em residências de 35 municípios. OS hackers estão se aproveitando do momento de isolamento social e do trabalho home office para aprender como rotinas das pessoas e acessar imagens internas das casas.

De acordo com as investigações, as invasões acontecem por meio da rede profunda, usando os equipamentos como câmeras IP em tempo real. Além disso, o objetivo dos cibernéticos seria de usar as imagens de forma ilegal.

A investigação conta com colaboração de órgãos internacionais de segurança. Então, o número de casas e famílias maiores do que o crime pode ser muito documentado.

Fonte: Tecmundo

Esse conteúdo Babá eletrônica hackeada que estranho falasse com bebê foi criado pelo site Fatos Desconhecidos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here