Banco Central abre agendamento para saques de ‘dinheiro esquecido’ por milhões de brasileiros

0
49

O Banco Central abriu nesta segunda-feira (7) o agendamento de saque do dinheiro guardado por milhões de brasileiros em instituições bancárias do país.

Cerca de 28 milhões de pessoas físicas e donos de empresas poderão agendar até o fim do mês o recebimento pelo site valoresareceber.bcb.gov.br.

Os valores a serem conhecidos apenas no momento do resgate, que foram escalonados em três grupos para evitar uma corrida bancária.

A divisão de agendamentos foi realizada de acordo com o ano de nascimento (para pessoas físicas) ou da criação da empresa (para pessoas jurídicas).

Para datas de nascimento ou criação de empresas anteriores a 1968, o período de agendamento de consulta e resgate começa nesta segunda (7) e vai até sexta (11), com repescagem no sábado (12).

Para quem nasceu ou criou a empresa entre 1968 e 1983, o intervalo é de 14 a 18 de março, com repescagem no dia 19.

Já para pessoas nascidas ou empresas criadas após 1983, o agendamento será entre 21 e 25 de março, com repescagem no dia 26.

Os usuários que perderem a data de agendamento do original e a repescagem poderão consultar ou solicitar o resgate do saldo existente no fim do mês, a partir do dia 28.

Passo a passo para a retirada do dinheiro esquecido

Passo 1

Acesse o site (valoresareceber.bcb.gov.br) na data e no período de saque informado na primeira consulta. Quem esqueceu um dado pode repetir o processo.

Passo 2

Faça login com a conta Gov.br (nível prata ou ouro). Se o cidadão ainda não tiver conta nesse nível, deve fazer seu cadastro ou aumentar o nível de segurança no site ou no aplicativo Gov.br (no caso de contas tipo bronze).

O BC aconselha não criar para a conta e ajustar o nível no dia de agendar do resgate.

Passo 3

Ler e aceitar o termo de responsabilidade.

Passo 4

Verificar o valor a receber, a instituição que deve devolver o valor e a origem (tipo) do valor a receber. O sistema poderá fornecer informações adicionais, se para o caso. A primeira etapa da consulta só informa a existência de valores a receber, sem dar detalhes.

Passo 5

Clique na opção indicada pelo sistema:

“Solicitar por aqui”: para devolução do valor via Imagem, o dinheiro será depositado em até 12 dias úteis. O usuário deve escolher uma das chaves Pix e informar os dados pessoais e guardar o número do protocolo, caso precise entrar em contato com a instituição.

“Solicitar via instituição”: a instituição financeira não oferece uma devolução por Pix. O usuário deverá entrar em contato pelo telefone ou e-mail informado para combinar com a instituição a de retirada.

Importante: na tela de informações dos valores a receber, o cidadão deve consultar os canais da instituição clicando no nome dela.

Entenda o SVR

O SVR permite que a população dinheiro esquecido em contas encerradas saldo ou devido a tarifas pagas com o dinheiro pago em operações, por exemplo.

A consulta aos valores esquecidos será feita em fases. O BC calcula que há R$ 3,9 bilhões em valores institucionais “esquecidos” nas instituições financeiras nesta primeira etapa, de 28 milhões de CPFs e CNPJs.

No total, são R$ 8 bilhões — destes, R$ 900 mil já foram resgatados.

O BC reitera que não envia links nem entra em contato com o cidadão — e que ninguém está autorizado a fazer-lo em nome do Banco Central ou do SVR.

“Portanto, o cidadão nunca deve clicar em links suspeitos enviados por e-mail, WhatsApp ou Telegram. O cidadão não deve fazer qualquer tipo de pagamento para ter acesso aos valores. É golpe!”, alerta o BC.

Reportagem do InfoMoney mostrado que já estão usando o SVR para aplicar em pessoas desavisadas. Veja como se proteger de fraudes do WhatsApp.

Quem não estiver apto para avaliar poderá tentar novamente a partir de 2 de maioquando uma nova fase será aberta na plataforma, incluindo mais “saldos esquecidos”.

Newsletter InfoMoney Receba as notícias mais relevantes do mercado no seu email.

Calculadora de renda fixa

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here