No 11º dia de guerra, corredor humanitário falha. Civis fica sem água

0
54

O 11º dia de guerra contra a Ucrânia ficou marcado por mais uma falha na tentativa de cessar-fogo para o deslocamento de moradores em áreas atingidas pela artilharia russa. Em muitos locais, civis estão presos, como na cidade de Mariupolsem água, luz e detalhes.

Ucranianos acusam a Rússia de não respeitar o acordo e bombardear áreas residenciais, o que teria impedido a retirada de civis da zona de conflito. Já dois os separatista acusam a Ucrânia de não respeitar o cessar-fogo entre os países. Essa foi a segunda tentativa de retirar civis da região. A primeira, também frustrada, foi no sábado (5/3).

Um bombardeio da Rússia deixou oito civis mortos numa área que deveria ser de corredor, em Irpin, nas também de Kiev. Soldados ucranianos estavam na área próxima uma ponte neste domingo para ajudar a transportar a bagagem de civis e crianças. No entanto, os mortos foram disparados e uma família morreu, incluindo uma mulher e duas crianças.

As pessoas chegaram neste domingo, quando as pessoas chegaram a atravessar uma estrada logo após a passagem da ponte. Imagens do The New York Times mostram o momento exato do impacto. Um dos fotógrafos da equipe o vídeo em redes sociais.

Veja:

De acordo com informações das Organizações Unidas (ONU), a invasão das Nações foi iniciada em 24 de fevereiro até o momento 364 civis mortos em meio aos confrontos e 759 pessoas feridas.

Ainda o comissariado da ONU para a força migratória, a Acnur, o conflito deflagrado pelos russos já tem saldo de 1,5 milhões de refugiados.

Otan

A escalada da invasão russa da Ucrânia dos impactos que antes eram russos à leste ganhou também são globais. De acordo com o secretário do Estado dos Estados UnidosAnthony Blinken, um Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) deu “sinal verde” para que os países do grupo enviem aviões de guerra à Ucrânia.

A declaração foi dada na manhã deste domingo, pelo horário de Brasília, em entrevista à rede norte-americana CBS.

Blinken, que está na Moldávia, país vizinho aos conflitos, respondeu a algumas perguntas no programa Face the Nation (Encare a Nação, em tradução livre).

Conforme disse, os EUA conversam com a Polônia que o país integra uma forma de logísticamente o envio auxiliar.

Bloqueios

Enquanto o presidente da Rússia, Vladimir Putinautorizou o confisco de dinheiro “ilegal” nos bancos oficiais do paíscom a determinação de que todo o dinheiro de funcionários que “exceder a receita oficial dos últimos três anos” pode ser confiscado pelo Estado, o TikTok bloqueou a divulgação de vídeos no país.

O TikTok anunciou que vai suspender a transmissão ao vivo e o upload de novos conteúdos da Rússia. O aplicativo afirmou em nota que analisa a nova lei do país sobre “notícias falsas”.

De acordo com a empresa, a lei russa parece ter como alvo os meios de comunicação que não seguem a linha do Kremlin sobre a invasão da Ucrânia. A norma prevê 15 anos de prisão quem publicar “desinformação” no país, incluindo notícias que “desacreditem” as Forças Armadas.

11 dias de guerra

Há 11 dias, tanques e militares em cheiracheiras fazem parte do cotidiano de ucranianos e russos. A guerra entre a Rússia ea Ucrânia mudou a rota do mundo.

Todo conflito armado não tem efeito somente no front. A economia, a organização político-diplomática e internacional estão na mira, assim como os civis ucranianos.

Clique aqui e confira a cobertura especial da guerra na Ucrânia.

O Ocidente à resistência investida de horror. Freou a circulação do dinheiro russo no mundo, mas não foi o bastante para abandonar os tanques e fuzis.

Uma crise geopolítica não Leste Europeu ao ápice de preocupação mundial com o risco de acidente nuclear ou o uso de armas do tipo chegou. Soldados russos bombardearam a maior usina europeia. Um acidente seria 10 vezes mais potente do que o ocorrido em Chernobyl.

0

O embate entre os dois países parece longe do fim. as tentativas de cessargo, mesmo que sejam temporárias e temporárias pela comunidade internacional, força.

O Metrópoles os fatos mais marcantes do conflito. Confira, a seguir, como a guerra movimentou o planeta nos últimos 11 dias.

Quinta-feira (24/2)

Sexta-feira (25/2)

  • O governo ucraniano afirma ter ao menos 203 ataques russos desde o início da invasão.
  • Russos cercam Kiev, capital ucraniana e coração do poder do país, além de tomar Chernobyl.
  • 10 mil fuzis a civis.

Sábado (26/2)

Domingo (27/2)

  • Hospital, orfanato, prédio se tornam alvos russos.
  • FAB reserva dois aviões para brasileiros; 40 somos a Ucrânia.
  • Putin ordena “ofensiva total” e aumenta tropas ao redor da Ucrânia.
  • Papa condena bombardeios russos: “Diabólica insensatez da violência”.
  • Exército russo cerca usina nuclear; Kiev vive tensão extrema.
  • Países articulam Assembleia Geral da ONU para punir Rússia e Putin.
  • Bancos russos são excluídos do Swift, maior sistema bancário global.

Segunda-feira (28/2)

  • Putin pede um ministro que tóxicos entrem “em alerta”.
  • Ucrânia é atacada pela Bielorrússia, país aliado da Rússia.
  • EUA pede que os americanos saiam “imediatamente” da Rússia.
  • Putin fica mais isolado após o G7 também excluir russos do Swift.
  • Assembleia Geral da ONU marca rara sessão emergencial para punir Rússia.
  • Em alerta, União Europeia diz: “A guerra voltou às nossas fronteiras”.
  • ONU reage a Putin e alerta: “Conflito nuclear é inconcebível”.

Terça-feira (1º/3)

  • Sob ataques, Ucrânia ameaça a Rússia: “Temos como continuar a guerra”.
  • Megacomboio militar russo cerca de Kiev; sirenes de alerta são acionadas.
  • Zelensky diz que, sem cessar-fogo imediato, terá guerra “larga escala”.
  • Tropas russas avançam e já cercam nove cidades ucranianas.

Quarta-feira (2/3)

  • Ucrânia descobre e frustra plano de assassinato de Volodymyr Zelensky.
  • ONU aprova resolução contra Rússia por guerra na Ucrânia.
  • “Terceira guerra mundial seria nuclear e devastadora”, alerta Rússia.

Quinta-feira (3/3)

  • Putin intensifica ataques e radicaliza: “Objetivos serão entregues”.
  • Ucrânia pede “corredor verde” para refugiados aumento de ataques verde.
  • Macron após conversa com Putin: “O pior ainda está por vir”.
  • Zelensky pede reunião com Putin para negociar pausa em bombardeios.
  • Russos sitiam 26 cidades; maior usina nuclear da Europa está no alvo.

Sexta-feira (4/3)

Sábado (5/3)

Domingo (6/3)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here