Beber todos os dias pode estar fazendo seu cérebro “encolher”

0
47

Tem o hábito de relaxar no fim do dia com uma boa bebida? Saiba que isso pode estar fazendo com que seu cérebro “encolha”. Um estudo da Universidade de Wisconsin-Madison (EUA), publicado na Nature, aponta que ingerir apenas uma dose diária de Álcool pode reduzir o tamanho do cérebro. Segundo os cientistas envolvidos na pesquisa, pode ser uma situação maior de álcool.

Os pesquisadores acompanharam quase 37 adultos e idosos europeus, divididos em dois grupos. O primeiro, dos que tomar de uma a duas doses. E o segundo, de pessoas que consomem mais de quatro doses por dia.

publicidade

Após a análise das imagens dos pequenos voluntários, a conclusão é de que todos (muito) pouco registraram o aumento do volume do cérebro.

Ação do álcool no cérebro

E quem acha uma cervejinha ou uma taça tradicional de vinho era inofensivas, está enganado. Os cientistas classificam esse tipo e quantidade de bebida como o equivalente a duas unidades. Uma dose destilado (como o uísque, por exemplo), foi definida como uma unidade.

A partir daí, partiram para a análise das imagens inteligentes. Os participantes que bebiam uma ou duas unidades diárias já demonstraram alterações na estrutura do cérebro.

Em três unidades diárias, quem foi uma marca branca e cinzenta mais significativa na massa, com a percepção de que o órgão era mais velho 3,5 anos.

Já para quem vai demorar mais de quatro anos, o é ainda mais grave: o problema deve ser mais de 1 anos.

copo com cerveja
Pesquisa relacionou o impacto do consumo diário de álcool no cérebro. Imagem: MabelAmber (Pixabay)

Leia mais:

Calma, nem tudo está perdido para o seu cérebro

Se você toma uma dose de álcool gel todos os dias, não se desespere. O estudo não é conclusivo por ter se baseado em pessoas de uma faixa etária determinada e de uma região específica.

Vale lembrar também que os cientistas se concentraram nos relatos de ingestão de um álcool feito apenas ao longo ano. Não foi considerado o consumo anterior, o que poderia modificar os resultados consideravelmente.

De qualquer forma, a pesquisa traz uma pista para estudos futuros sobre o impacto do consumo de álcool no cérebro ao longo do tempo.

Já assistu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? inscreva-se no canal!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here