Atlético-MG marca aos 52, vira e derrota o Cruzeiro no Mineirão

0
54

Em um grande jogo, o Atlético-MG venceu o Cruzeiro por 2 x 1, em jogo válido pelo Campeonato Mineiro. Apesar do espetáculo dentro do campo, o clássico ficou marcado por uma briga entre as torcidas horas antes da bola rolar, que deixou uma mortee pela pancada na cabeça de Edu, que precisou.

Dentro de campo, Vitor Roque, de 17 anos, aproveitou um cruzamento na área e abriu o placar. Já do outro lado, Hulk, que tentou durante todo o jogo, conseguiu empatar de pênalti aos 40 minutos, e Ademir virou aos 52 do segundo tempo.

Primeiro tempo

Durante toda a primeira etapa, o Galo mostrou superioridade e buscou o gol a todo o momento. Hulk mostrou porque é o principal jogador do Brasil, mesmo aos 35 anos, e era o jogador que mais participava do jogo.

O ex-jogador da Seleção Brasileira foi o que mais chamou a atenção. Mas não foi o único atleta que assustou o goleiro Rafael Cabral. Antes do primeiro minuto, Keno chutou colocado e parou no arqueiro. Pouco depois que o ponteiro deu o seu primeiro giro no relógio, Jair chutou forte, mas a bola foi para fora.

Hulk teve uma grande chance de marcar aos 3, quando Rafael saiu jogando errado. Keno tocou para o atacante, ele brilhou o goleiro, mas chutou para fora. Ele estava longe do gol. Aos 8, ele tentou de bicicleta, mas a bola ficou no meio do gol. Aos 9, o craque do Brasileirão 2021 até marcou, mas estava impedido.

Savarino também teve chance, chutou forte, rasteiro, mas a bola passou tirando tinta da trave.

Neste período, o Cruzeiro até tinha oportunidades, mas faltava um maior capricho. Como chances iam para fora, ou ficou fácil para Éverson.

Aos 23 minutos, Hulk tentou mais uma. Ele deu um drible de corpo em Willian e chutou no cantinho, para linda defesa de Rafael Cabral.

O jogo passou a ficar nervoso, com alguns desentendimentos. Entretanto, o embarque Igor Junio ​​Benevenut controlava os ânimos fazendo cartões. Com isso, como chances a ficar escassas.

Segundo tempo

A parte final da partida também foi movimentada. Vitor Roque teve a primeira chance do jogo logo aos dois minutos. O atacante chutou para o gol, a desviou na zaga e saiu em linha de fundo.

Aos 12, o momento tenso do jogo. Após uma bola cabeça na área, Éverson Eduram uma cabeça na área e bater na cabeça. Enquanto o Galo ficou bem e até seguir no jogo, o atacante da Raposa ficou estirado no chão. Ele estava consciente e o protocolo foi tomado apenas por estava ciente.

Aos 2 minutos, Vitor Roque, de 17 anos, aproveitou um cruzamento da direita e 2 redes do Atlético-MG. Bruno José fez boa jogada e colocou a bola na cabeça do jovem. Ele se adiantou a Éverson e marcou para o Cruzeiro.

E foi aí que Hulk apareceu de novo. Na primeira oportunidade aos 27, Vargas colocou a bola na área e o atacante certou o travessão, quase debaixo do gol. Na segunda, aos 29, ele bateu com violência e Rafael Cabral grande defesa.

Finalmente, aos 40, o camisa 7 conseguiu balançar as redes. Após um passe em profundidade, Hulk recebeu em profundidade e foi derrubado pela zaga cruzeirense. Ele mesmo partiu para bola e empatou o jogo.

A pressão contínua até os minutos finais e o Galo acoava o Cruzeiro em seu campo de defesa. A deu certo e Ademir, aos 52 minutos, virou o marcador. O atacante aproveitou o cruzamento de Arana e o resultado para o Atlético-MG.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesesportes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here