Senador pede convocação de Arthur do Val para explicar áudio machista

O áudio do deputado estadual paulista Artur do Val (Podemos-SP), conhecido como “Mamãe Falei”, pode consequências além da repercussão negativa entre gerar a sociedade. O senador Humberto Costa (PT-PE) protocolou, neste sábado (3/5), um requerimento de convocação para o parlamentar por parte do Senado Federal. O chamamento se daria “para prestar esclarecimentos (…) acerca das falas misóginas, machistas e sexistas” divulgados pelo Metrópoles.

Divulgada em matéria da coluna de Igor GadelhaFaz Metrópoles, a credibilidade da fala foi confirmada pelo próprio. Arthur esteve na Ucrânia para, supostamente, auxiliar na fabricação de Coquetéis Molotov usados ​​pela resistência ucraniana civil contra as tropas russas, que mantêm uma invasão militar do país há 11 dias. Depois da repercussão dos áudios, o deputado declinou da pré-candidatura ao governo de São Paulo.

No material obtido pela coluna, é possível o deputado se referindo às mulheres refugiadas como alvos “fáceis” para uma mulher conquistada sexualmente. “Elas olham [para o deputado]. E vou te dizer: elas são fáceis porque são pobres. Minha carta do Instagram, com número de inscritos, funciona demais. É inacreditável a facilidade”, disse num dos trechos da conversa.

Em outro ponto do arquivo, Arthur comenta das pretensões de voltar ao país europeu “assim que essa guerra acabar”. O deputado estadual pelo Podemos também classificou como ucranianas como “escavadores de ouro”, expressão em inglês usado pejorativamente para taxas determinadas mulheres como “oportunistas” ou “interesseiras”.

“Deseja manchetes na imprensa”

O requerimento assinado por Costa considera considerado como falas de Arthur como uma marca “da incompreensão de um grupo político brasileiro que não tem dimensão do que é o sofrimento humano”. O documento proposto, ainda, ser “inadmissível um representante do povo agrida das vítimas de guerra de guerra de forma tão brutal”, e insiste que não seja possível “permitir que as ações próprias (…) sejam compreendidas como uma agressão do Brasil”.

A procurada a assessoria do deputado Arthur. Em comunicado, a equipe questionou a legalidade Senado para requisitar informações de uma viagem para Ucrânia.

“Ó petista [senador Humberto Costa] deixa claro que deseja apenas manchetes na imprensa e peças de propaganda de um jornal em cima do político”, pontuou o texto. Ainda havia questionamentos sobre o que foi feito por Costa “quando Lula chamou as mulheres de ‘grelo duro’”.


Publicado

em

por

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *