Carteira de corretas: vejamos ações recomendadas

0
46

Assim como para quem vai investir em ações e em fundos imobiliários neste mês, na carteira decidida, o conflito entre a Rússia ea Ucrânia deve estar no centro das atenções dos acionistas.

UMA guerra, que já dura dez dias, impulsiona o preço de diversas commodities, como petróleo, trigo e milho. Isso pode impactar os alimentos aqui no Brasil e cobrar uma alta inflacionária. Com isso, a Selic, a taxa básica de juros, pode subir também.

A alta de Selic acaba tornando os investimentos em renda fixa mais atrativos.

Carteira de

Para a carteira de dividendos. de março, o CNN Brasil Negócios como, Warren, Guide, Órama, Terra, Planner, XP, NuInvest Ágora Investimentos e BTG Pactual.

Ospura são uma parcela do lucro a uma companhia e distribuídos aos acionistas. O valor pode ser pago de forma mensal, trimestral ou semestral.

Vale destacar que o dividendo depende de questões macroeconômicas, setoriais e de cada empresa, e como esses aspectos apresentados em cada desempenho corporativo.

Veja o que especialistas comentam sobre as companhias mais indicadas:

Petrobrás

Ação: PETR4

Comentário: Planejador

A companhia após o Conselho de Administração aprovar uma proposta de distribuição de excelência não destaca valor R$ 2,86 por ação ordinária e preferencial.

O pagamento será realizado16 de maio, sendo em pagamento estes estimados pela Selic do fim2021 a data de pagamento. O retorno estimado é de 8,4%.

Engie

Ação: EGIE3

Comentário: Órama

A Engie é uma empresa com foco em geração de energia elétrica, mas também com participações em distribuição e em gás natural. Desde a alocação consistente de privatização, como excelente alocação de capital, concepção em alta taxa de projetos e tendo sucesso.

Além das boas propostas associadas às iniciativas recentes no mercado de gás e em eólicas, recomendamos nesta carteira especialmente pelos participantes comprovadamente recorrentes que a companhia paga aos acionistas.

Taesa

Ação: TAEE11

Comentário: Orientar

A Transmissora Aliança de Energia Elétrica é um dos maiores grupos privados de transmissão de energia elétrica do Brasil em termos de receita anual.

A empresa permanece com a execução contínua das novas concessões, além do rendimento de dividendos atrativo que as ações estão sendo negociadas. O baixo risco regulatório da Taesa, que possui contratos longos, com vencimento a partir de 2030, é outro ponto de destaque. A empresa historicamente reporta geração de caixa constante e robusta, com margens bastante elevadas.

Entre os riscos, destacam-se: o desenvolvimento dos novos projetos, que podem ter atrasos e custos do esperado e demora no processo de integração de novos projetos adquiridos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here