Navio com Porsches e Lamborghinis duas semanas após o incêndio

0
51

Incêndio os carros de luxo no navio Felicity Ace gerou US$ 400 milhões em $ (Crédito: Reprodução/Twitter)

O navio Felicity Ace, que virou notícia após pegar fogo com mais de 3.900 carros de luxo, há pouco mais de duas semanas, afundou nesta terça-feira (1). O naufrágio astou as equipes de resgate da Marinha de Portugal, responsável pela operação do navio.

Segundo relatos da marinha portuguesa, o navio estava em uma região que ultrapassava os 3 mil metros de profundidade e era rebocado com tranquilidade, até tombar e acabar afundando. Agora, as equipes juntam problemas à proteção da proteção da costa e utilizam restrições de problema mais como gravemento.

+ Guerra na Ucrânia: Entenda o impacto no mercado dos carros elétricos

No Felicity Ace estavam os carros da Audi, Bugatti, Porsche, Bentley, Lamborghini e veículos elétricos da Volkswagen. Mais de US$ 40 milhões armazenados no navio que acabou incendiado após a bateria de um dos veículos transportados.

O acidente aconteceu no último dia 16, em uma região próxima às dos Açores e nenhum dos 22 tripulantes acabou ferido. Acreditava-se que alguns poderiam ajudar a ser resgatados sem danos, porém essa possibilidade não existe mais.


Saiba mais

+ Ômicron: Sintoma inesperado da emergência em crianças preocupações médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira uma previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Verificar o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identificação lula gigante responsável por naufrágio de navio 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here