caso de jovem negro preso ao comprar pão no Jacarezinho é arquivado

0
37

Rio de Janeiro – O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) decidiu o arquivamento do inquérito contra Yago Corrêa de Souzao jovem negro que foi preso por militares após comprar pão no Jacarezinho, favela na zona norte da capital.

A juíza Gisele Guida de Faria, da 38ª Vara Criminal, decidiu aceitar o pedido do Ministério Público do Rio e determinou o arquivamento do caso. Yago, de 21 anos, foi acusado de tráfico de drogas por PMs no início de fevereiro.

0

Yago foi de uma farmácia, que PM ficou ao lado da padaria, quando se procurou proteger com outros moradores. O jovem ficou preso injustamente por dois dias e estava em liberdade provisória, mas teria que cumprir medidas cautelares.

Além do arquivo, a juíza determinou o envio do inquérito à Corredoria da Polícia Militar, para apurar a conduta dos policiais, e a exclusão das fotografias de policiais de Yago no sistema das delegacias.

“Lugar errado”

O jovem foi preso depois de comprar um saco de pães para um churrasco que ocorria em sua casa com parentes e vizinhos. Os militares alegaram que estavam próximos a um menor de idade, que portava uma sacola com 150 gramas de maconha e 30 gramas de cocaína.

Logotipo policial o flagrante, a autoridade policial da 25ª DP recomendau a do rapaz, uma vez que houve dúvida de que Yago soltura causou a acusação de tráfico. Para o delegado, “Yago no lugar errado e na hora errada”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here