especialistas o que mudar nos investimentos

0
67

Após a confirmação da invasão russa na Ucrânia, os investidores avaliam onde eles podem colocar agora. Segundo especialistas, o conflito pode assumir os preços de quatro classes de ativos de investimentos: ouro, dólar, commodities, como os papéis de renda fixa do Brasil, relacionados à inflação e à taxa do CDI.

Para o título principal é tentar realizar investimentos em ações e de dívidas ligadas ao varejo, às companhias aéreas, bem como às empresas do setor imobiliário. É isso, pois esses setores são os que mais devem sofrer com o alto do dólar, o aumento dos preços e os juros maiores no Brasil e fora.

Invasão da Ucrânia: especialistas apontam o que mudar nos investimentos

Segundo a avaliação dos analistas Mark Haefele, Michael Bolliger e Vincent Heaney, do banco UBS, a situação entre os países da Rússia, da Ucrânia e todo o Ocidente evoluiu muito rápido. E assim, esse cenário reforma a necessidade de ter um portfólio diversificado de investimentos em geografia, setores e classes de ativos.

Abaixo, confira como 4 principais classes de ativos.

Mercadorias

Uma das apostas nos investimentos, são os commodities. Eles podem operar como uma “proteção geopolítica”, conforme os especialistas do UBS. Em relatório, eles que afirmam como preocupações são grandes, pois os russos são responsáveis ​​por fornecer petróleo e gás natural, que são consumidos na Europa. Isso tudo, que a Rússia e contar sem trigo.

Diante do risco de fornecimento dessas commodities, os analistas da UBS dizem que esses tipos de investimentos podem oferecer um retorno atrativo. Atualmente, há ETFs de commodities que negocia na B3: o Now IMAT Fundo de Índice (MATB11), o BTG Pactual Teva Ações Commodities Brasil (CMDB11) eo Trend ETF LB Ouro (GOLD11).

O que os diferencia11 e o CMDB11 são investimentos em empresas que exploram o diferencial1 que são os primeiros. Enquanto isso, o GOLD11 investe em ouro. Além disso, é possível investir em empresas que se beneficiam em um cenário de valorização das commodities, ou alta do dólar. É o caso de Bradespar (BRAP4), Braskem (BRKM5), Enauta (ENAT3), Gerdau (GGBR4), Petrobras (PETR4), Raízen (RAIZ4), Celulose Irani (RANI3) e Usiminas (USIM5).

Investimentos em Dólar

Diante de um cenário de forte atenção global, os investimentos em moedas podem ser uma boa opção. De acordo com os especialistas do UBS, a moeda americana tende a subir para a maior incerteza geopolítica ou risco de risco nos mercados financeiros.

Além disso, a política econômica mais poderosa também pode ajudar o Federal Reserve (Fed) neste cenário. Na visão dos especialistas 7, as 6 ou meses altas de juros que podem ser feitas pelo Fed em 022 devem levar a alta do dólar nos próximos.

Sendo assim, Roberto Motta, chefe da mesa de derivativos da Genial Investimentos, também defende que o momento é bom para aumentar a exposição ao dólar. “Quem não tem, precisa dessa janela. Vai fazendo aos poucos. Compre e torce pra cair mais, e compre mais”, brinca. No momento de investir, uma das opções recomendadas são os fundos cambiais.

Investimentos em Ouro

O risco no mundo também pode levar a busca pelo ouro. A justificativa para isso seria uma possível queda nos juros ofertados pelos Tesourostítulos do Tesouro americano.

Com Jennie Ferreira da XP, de acordo com Jennie Ferreira da XP, de acordo com a necessidade de investidores por classes de acordos e de acordo com as negociações a prepararem muito para a versão ao risco. E isso, pode levar a uma queda de juros dos Tesouros.

Se isso se confirmar, pode haver um preço adicional do ouro, que já vem aumentando com a escalada das posses. Além disso, a Rússia tem 10% de todo o ouro do mundo. Logo, isso pode reduzir a oferta em um cenário no qual a demanda tende a aumentar, e assim, o ouro pode ser uma ótima opção de investimentos.

Renda fixa atrelada à inflação e ao CDI

Para conseguir controlar a alta dos preços, a postura dos Bancos centrais ao redor do mundo teria que ser ainda mais firme sobre os juros. E no Brasil, a postura não seria diferente. Helena Veronese, economista-chefe da Azimut Brasil Wealth Management, diz que a Selic teria que ser ainda mais elevada, e por mais tempo. E isso pode impactar muito, nos ativos de renda fixa.

Ou seja, os títulos prefixados, pós-fixados atreladosI e atrelados ao CD que seriam ótimas opções de investimentos. Além disso, a preferência são por papéis de prazo mais curto, com vencimento até 2024.

Para Tomás Awad, sócio-ador da 3R Investimentos, o investidor deve evitar opções opcionais ao setor de varejo e imobiliárias. É isso, pois eles devem ser os mais prejudicados em um cenário de juros e crescimento baixo no Brasil.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então não siga não canal do youtube e em nossas redes sociais, como o o Facebook, Twitter, Contração muscular e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre Bancos digital, cartões de crédito, Financeiro, fintechs e relacionado ao mundo das finanças.

Imagem: xbrchx / Shutterstock.com

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here