Com sanções de Fifa e COI, Rússia se torna um pária esportivo

0
45

[ad_1]

Além das consequências econômicas e sociais, a Rússia começa a sofrer sanções no âmbito esportivo por conta dos conflitos com a Ucrânia. Nesta segunda-feira (28/2), duas das principais entidades do esporte, Fifa e Comitê Olímpico Internacional, anunciaram a exclusão dos representantes do país de seus torneios.

As decisões colocam a Rússia em uma situação de pária esportivo, de fora de dois dos principais torneios esportivos do mundo: as Olimpíadas de Verão e Inverno e a Copa do Mundo.

No caso do COI, a sanção apenas se intensificou. Vale lembrar que os russos já estavam punidos e tinham que disputar as principais competições olímpicas com o nome de Comitê Olímpico Russo.

Após revelação do escândalo de doping envolvendo a delegação russa durante as Olimpíadas de Inverno de Sochi, em 2014, o país sofreu com algumas restrições. Entre elas, a delegação deveria se apresentar e competir com o nome de Comitê Olímpico Russo, fazendo assim com que os atletas que não estivessem envolvidos nos casos de doping pudessem competir normalmente.

Só que com a decisão desta segunda, a entidade recomendou que federações e organizadores de competições de todo o mundo não permitam a participação de atletas e oficiais da Rússia ou de Belarus em eventos esportivos oficiais.

Algo semelhante ocorreu com a Fifa e a Uefa no futebol. A maior entidade da modalidade suspendeu a Rússia de qualquer atividade, tirando a Seleção Russa da disputa de uma vaga na Copa do Mundo do Catar. No âmbito europeu, a Uefa suspendeu as equipes russas de participarem de seus torneios, além de romper o contrato de patrocínio que tinha com uma estatal russa de gás natural.

Automobilismo também pode ser afetado

E as reações podem atingir outros esportes. A Federação Internacional de Automobilismo, marcou para esta terça uma reunião para definir a situação dos pilotos russos em suas competições. Caso a FIA siga os exemplos de Fifa e COI, os russos poderão também ser afetados em disputas como a Fórmula 1, um dos principais torneios de automobilismo do mundo.

As decisões da entidade podem não surtir efeito nas trincheiras que se espalham pela Ucrânia. No entanto, reagir com punições a atletas que em nada interferem nas questões geopolíticas do mundo tem como objetivo principal desidratar a figura de Vladimir Putin, que segue somando vítimas inocentes a sua lista.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesesportes

[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here