Seu celular foi roubado? Saiba tudo que você precisa fazer | Celular

0
273

Ter um celular roubado é uma experiência bastante ousada. Além disso, há também aplicativos de bancos financeiros. Existe uma série de etapas previstas para o precaver, conforme você nas linhas abaixo.

Vale mencionar que o Iphone (maçã) e os celulares Android contam com recursos nativos de rastreamento geográfico. O usuário não deve usar para ir atrás do dispositivo sozinho, já que tal ação é perigosa e deve ser realizada pela polícia. Também é importante que a vítima registre boletim de ocorrência.

Guia ensina o que fazer após o celular roubado — Foto: Luana Marfim/TechTudo

1. Rastrear o celular e apagar os dados

Usuários de Iphone podem recorrer à ferramenta oficial Buscar em icloud.com. Ela pode ser acessada pelo computador ou por outro smartphone, e é capaz de encontrar o celular mesmo que ele esteja desligado ou sem conexão com a internet. Para realizar o rastreamento é necessário fazer login com o ID Apple cadastrado sem iPh1 roubado.

O usuário deve selecionar o dispositivo que está tentando encontrar. Mais informações: som (que o fará Iphone tocar mesmo que não é silencioso), modo perdido (que apagará um aviso e função Iphoneque irá deletar todas as informações do aparelho e inutilizá-lo, de modo que ele não poderá ser rastreado novamente.

iPhone pode ser localizado mesmo após desligar — Foto: Danilo Paulo de Oliveira/TechTudo

Usuários de celulares Android deve ocorrer ao Encontre meu dispositivoFaz Googlee. O serviço tentará exibir um mapa no PC com a localização do aparelho. O permite um sinal sonoro do sistema (que tocará mesmo se o celular não estiver mudo), enviar uma mensagem personalizada para ser exibida na tela do dispositivo e apagar todos os dados. Assim como no ambiente da maçãa última opção inutiliza o smartphone e não permite que ele seja localizado novamente.

Os celulares cadastrados na conta estão no canto superior esquerdo — Foto: Reprodução/Sarah Gomes

Nos últimos anos, fabricantes de celulares Android criaram soluções de rastreamento. UMA Samsung oferece uma ferramenta Localizar meu dispositivo, que funciona offline em alguns modelos. Já a Xiaomi oferece o serviço Microfonealto. Ambas as plataformas têm funções semelhantes com as presentes no serviço padrão do Android.

2. Mudar a senha da conta associada ao celular

Desconectar a Conta do Google pelo PC — Foto: Reprodução/Tatiane Mota

Para evitar o acesso no dispositivo de acesso à senha, o usuário deve contatar o usuário vinculado ao dispositivo para alterar. Normalmente é o endereço de e-mail informado logo ao iniciar o smartphone pela primeira vez depois do comprador.

Sem ambiente Android é necessário alterar a senha da conta do Gmail. O processo é feito de forma simples no PC ou no navegador de outro celular. Basta ir até a seção de segurança do gerenciamento de conta do Google.

Encerrando a sessão do ID Apple pelo iCloud no computador — Foto: Reprodução/Tatiane Mota

Usuários de smartphones da Samsung que possuíam Samsung Conta pode fazer o procedimento diretamente no conta.samsung.com.

Donos de Iphone deve acessar o ID maçã sem endereço appleid.apple.com e redefinir uma senha de acesso.

É importante que o usuário importante saia de todos os apps, como Whatsapp, Instagram, Nubank, iFood, o Facebook e Spotify, entre outros. É realizar este procedimento de maneira remota possível. O TechTudo tem um tutorial detalhado que ensina como sair de todas as contas.

4. Bloquear o IMEI e a linha básica

Outro passo importante a ser feito após a continuidade ou furto de um celular é bloqueado imediatamente o IMEI do celular. Com isso, o smartphone fica impedido de se conectar à rede de telefonia e não poderá ser habilitado numa nova linha. Os bandidos ainda podem repetir ao Wi-Fi, mas esta acabando dificultando a vida dos agentes do crime.

O usuário deve entrar em contato com a operadora e solicitar o bloqueio do aparelho. Também é necessário que uma linha firme seja mantida, para que seja garantida a transferência de mensagens de mensagens sociais e bancos. O TechTudo tem um tutorial detalhado explicando o passo a passo.

Esse processo pode ser feito em qualquer delegacia no momento do registro de boletim de ocorrência. A exceção fica com os estados do Amapá e Acre, que devem ligar para a operadora. Os números são os seguintes:

  • Claro: 1052
  • Oi: *144 (de um celular Oi) ou 1057 (de qualquer telefone)
  • TIM: *144 (de um celular Tim) ou 1056 (de qualquer telefone)
  • Vivo: *8486 (de um celular Vivo) ou 1058 (de qualquer telefone)

5. Fazer o boletim de ocorrência

Existe a possibilidade de registrar um boletim de ocorrência online, que possui o mesmo valor de um BO registrado. Para isso, é necessário ser maior de idade e portador de RG e CPF válidos.

Cada estado possui uma delegacia eletrônica própria. O TechTudo possui um tutorial que explica o passo a passo e traz o endereço das estações virtuais. Vale lembrar que, neste caso, o bloqueio de IMEI deve ser realizado pela operadora, seguindo os passos acima.

6. Entrar em contato com o seguro

Caso tenha seguro celular, agora a hora de acionar a vítima é de seguro. É necessário apresentar o boletim de ocorrência para solicitar a cobertura do bem. Cada empresa do setor adotativa trata diferentes, mas, em linhas gerais, é possível fazer uma solicitação por via digital ou telefone.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here