quatro possíveis caminhos com a eliminação da Rússia

0
40

[ad_1]

A Fifa e a Uefa anunciaram oficialmente a expulsão provisória das equipas russas de todas as competições. Desta forma, eles agora enfrentam um novo problema: o que vai acontecer com o play-off de qualificação para a Copa do Mundo no Catar?

A Rússia foi sorteada na chave B, juntamente com a Suécia, a República Checa e a Polónia, rival nas meias-finais.

Agora, com sua eliminação confirmada, resta saber o que acontecerá com essa semifinal.  A UEFA, por enquanto, não se pronunciou sobre esta questão em sua nota oficial.  A circunstância não está prevista no regulamento dos órgãos reguladores do futebol e eles devem tomar uma decisão contra o relógio, porque falta apenas um mês para os playoffs.

A rigor, são quatro as possibilidades que se tem pela frente:

1- A classificação direta da Polônia.  A semifinal, marcada para 24 de março, não será disputada e Lewandowski e seus compatriotas, que já haviam se recusado a disputar a partida antes da eliminação da Rússia, iriam diretamente para a final.  Uma decisão que seria polêmica, pois Suécia e República Tcheca teriam que enfrentar um duelo direto antes da grande final.

2- A Eslováquia também pode entrar, como terceira classificada do Grupo H, em que a Rússia entrou nos playoffs como segunda da tabela.  A possível nova integrante está empatada com a Eslovênia, mas com melhor média geral de gols, o que lhe confere o terceiro lugar no pódio e uma oportunidade até então insuspeita.

3- Pela estranheza da situação, seria considerada a opção de que não entrasse a terceira do grupo russo, mas sim a melhor terceira de todos os grupos.  Esta é a Noruega de Erling Haaland, que somou 18 pontos e ficou de fora devido ao bom trabalho da Holanda e da Turquia.  Tem os mesmos pontos que a Albânia, do Grupo I, mas com um saldo global de golos melhor.  Também tem um coeficiente melhor (1,8 pontos por jogo) do que a República Checa, terceira no Grupo E (1,75).

4- Uma última alternativa seria completar o play-off com a Liga das Nações.  Recorde-se que a nova competição garante duas oportunidades duplas aos dois melhores da edição que não se apuraram ou obtiveram uma nova opção com a tradicional fase de qualificação.  Neste caso, a Hungria obteria tal privilégio, como campeã do Grupo 3 da Liga B da Liga das Nações.  A Áustria e a República Checa conquistaram o lugar, porque somaram mais pontos (13 e 12, respectivamente) do que a mencionada Hungria (11).

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também no Instagram.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.



[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here