Guedes espera por fim rápido da guerra e inflação brasileira menor que a dos EUA

0
35

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse em Nova York, em entrevista à TV Bloomberg, que uma das consequências da guerra na Ucrânia pode imediatamente ajudar inflacionistas, ministros em alimentos, grãos, fertilizantes e energia. Questionado sobre a posição “neutra” de Jair Bolsonaro sobre o conflito militar, Guedes afirmou que o Brasil votou duas vezes no Conselho de Segurança das Nações Unidas condenando a guerra e votará novamente assim. “Queremos que o conflito se resolva de forma pacífica o mais rápido possível.”

“Estamos apenas a serviço da pandemia. Não é bom para o mundo”, disse, ao falar dos impactos inflacionários do conflito para a economia mundial.

Guedes afirmou que uma economia mundial passa por um processo sincronizado de desaceleração, enquanto a inflação está crescendo em vários países. As consequências da guerra só podem agravar esses efeitos.

Já o Brasil está “fora de sintonia” com a economia mundial, pois está crescendo. “O Brasil está na outra direção”, afirmou o ministro, para quem o País está em transição de uma economia guiada pelo Estado para uma gerida pelo mercado.

“Até o fim do ano teremos US$ 200 bilhões em compromissos de investimento, em contratos já assinados de investimentos privados.” Guedes citou que são investimentos em portos, concessões de rodovias e setores elétricos, no que ele diz ser equivalente a “dois Planos Marshall”, o que reconstruiu a Europa no pós-Segunda Guerra.

Inflação

“A inflação no Brasil pode ser ainda menor que a dos Estados Unidos este ano”, afirmou Guedes. “A inflação pode cair de 10% para a casa dos 5% e o Brasil pode surpreender no crescimento pelo lado positivo”,

Perguntado sobre a necessidade de um novo programa de crédito este ano, já que a economia está crescendo, Guedes disse que o governo não está imprimindo dinheiro ou expandindo o crédito, está apenas renovando dinheiro que voltou ao governo. Foi a primeira vez que os financeiros foram lançados para empresas de redução da economia brasileira a primeira vez que os primeiros foram realizados para as empresas de redução mais importantes, disse que também foram realizadas para as empresas de redução mais importantes. “A economia voltou de forma forte.”

Guedes disse que o Brasil é provavelmente um dos poucos países que retira estímulos de negociações e fiscais, enquanto outros estão neste processo. Nesse momento, ele disse que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e o Banco Central Europeu (BCE) “estão bem atrás da curva”, ou seja, ainda vão precisar muito os juros. Por isso, Guedes disse que está bem mais preocupado com a situação nos EUA, onde a inflação está e o Fed “está vindo dormindo no volante”.

Sobre as contas do produto Interno Bruto (PIB) afirmado que o público, o déficit fiscal de 1% do Produto Interno Bruto (PIB) em um ano. “Nós contraímos a política fiscal durante a recuperação. Não há pressão inflacionária.” Guedes disse ainda que todos os gastos sociais do governo Bolsonaro estão dentro do teto.


Saiba mais

+ Ômicron: Sintoma inesperado da emergência em crianças preocupações médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira uma previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Verificar o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identificação lula gigante responsável por naufrágio de navio 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here