Em relatório, a ONU diz que não vamos evitar os piores efeitos do global

0
60

Como se uma guerra em vários países já não fosse o suficiente, o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), ligado à Organização das Nações Unidas (ONU), publicou um novo relatório – nada animador – sobre o global.

Basicamente, quase % da humanidade já vive em perigo 5 perigos na chamada ” – nome atribuído às circunstâncias e países que estão em vivenciar os piores do perigo efeito nocivo climático. Mais além, o parecer da ONU é o de que não vamos conseguir evitar a chegada desses efeitos.

publicidade

Leia também

Isso, aliás, não é a imprensa atribuindo um tom alarmista a um relatório técnico. “A preocupação vem da própria ONU”, disse o secretário geral da organização para assuntos climáticos, António Guterres, em um vídeo de divulgação. “O relatório divulgado hoje [28] é um no momento do sofrimento das pessoas, e uma notória da falha das pessoas projetadas, além de revelar como as pessoas que sofrem e o planeta estão uma vez que estão no mundo”.

O cenário apresentado no menciona todos os fatores negativos que já mencionamos aqui por outras espécies: a morte em massa de vários relatórios de plantas (incluindo algumas ainda não descobertas) e animais de sistemas de alimentação e irrigação de pontos em carbono, e a inversão da inversão Terra que, hoje, absorver dióxido de carbono (CO2), mas tão logo deve passar a emitir o gás.

O CO2 é um dos principais gases que o efeito estufa – um dos principais fatores de referência da temperatura média da Terra. A grosso modo, nós já estamos perto de ficarmos 1,5º C (Celsius) mais quente do que nos níveis pré-Revolução Industrial.

Isso é uma péssima notícia para as geleiras e regiões polares. Mais seca pode levar a mais incêndios florestais espontâneos, ou que expele mais CO2 na atmosfera, prendendo mais gás na Terra, aquecendo-a mais…um ciclo constante de perdas em virtude do clima.

O relatório exatos, nós já estamos preparando termos muito bem para o ponto de reversão do golpe, que agora é mais uma de impacto, que nos preparamos muito bem para o ponto de reversão do golpe.

“Se as regiões não se prepararem, então as pessoas que não precisam morrer”, disse Kristie Ebi, epidemiologista da Universidade de Washington e coautora do levantamento, em uma coletiva de imprensa de morrer nos EUA.

meio à crise geopolítica ativado pelo conflito entre Rússia e Ucrâniacomo assuntos que estão passando despercebidos – especialmente considerando que não é a primeira vez que o IPCC e a ONU como tipo de alerta sobre o que pode acabar globalmente.

No entanto, há se se reconhecer que: é a primeira vez que o órgão estabelece um cenário tão favorável, onde a competição dos exercícios de validação é reconhecida.

O relatório completo pode ser visto na íntegra nenhum site próprio IPCC.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? inscreva-se no nosso canal!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here