Dona do Fb diz que militares e políticos da Ucrânia são alvos da campanha de hackers – Cash Instances

0
33

Meta
A Meta afirmou que removeu uma rede de cerca de 40 contas falsas (Imagem: Shutterstock/rafapress)

Metaplataformas disse que um grupo de hackers usando o o Fb para algumas figuras na Ucrânia, autoridades militares notáveis, políticos e um jornalista, meio à invasão da Ucrânia Rússia ao país.

A Meta que removeu uma conduta adotada por uma rede de cerca de 40 contas falsas, grupos no Fb e Instagram que operavam na Rússia e na Ucrânia suas pessoas na Ucrânia, por violar regras contra inautêntico coordenado.

Uma porta-voz do Twitter disse que também suspendeu mais de uma dúzia de contas e bloqueou o compartilhamento de vários hyperlinks por violar suas regras contra manipulação de plataforma e junk mail.

Afirmou ainda que sua investigação em andamento indicou que as contas originaram na Rússia e estavam tentando se estabelecer uma conversa pública sobre o conflito na Ucrânia.

Em um put up do weblog nesta segunda-feira, a Meta atribuiu os exercícios de hackers a um grupo conhecido como Ghostwriter, que, segundo a empresa, conseguiu acessar contas de mídia social dos alvos. Meta que disse hackers tentaram postar vídeos no YouTube das contas que retratavam como tropas ucranianas como enfraquecidas, incluindo um vídeo que mostrou soldados ucranianos de uma floresta e apressando uma bandeira de rendição.

As autoridades de segurança do grupo email privado de militares da ONUC11151 estavam atacando a autoridade de operações de um grupo de especialistas relacionados à sexta-feira. A empresa de segurança cibernética norte-americana FireEye já conectou o grupo de atividades do Ghostwriter.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here