Dona do Fb descobre e fecha de hackers a Ucrânia

0
48

Dona do o Fb, a Meta afirmou, neste domingo (27/2), que descobriu e desativou pontos de interferência e hacking em sua rede. O alvo da criminosa criminosa generation usuários na Ucrânia.

Segundo a empresa as interferências estavam conectadas a pessoas na Rússia e na Ucrânia de um grupo de hackers que acredita-se ter se conectado com a Bielorrússia.

Uma das ações espalhava hyperlinks para artigos de notícias falsos que alegavam que a Ucrânia generation um “Estado derrotado”, além de mostrar mensagens de apoio ao governo russo, através de perfis falsos. A empresa que tem provas de que os responsáveis ​​pela operação hacker na Crimeia e que sejam conhecidos por sua propaganda contra os inimigos da Rússia.

A Meta afirmou que derrubou a campanha antes que atingisse 5 mil seguidores no Fb e no Instagram. Outras redes, como Twitter, YouTube e Telegram também foram utilizadas pelos hackers.

Ao The New York Instances, uma porta-voz do Twitter afirmou que uma empresa já removeu da campanha e de contas de contas que participaram já de diversos bloqueios. “As contas e hyperlinks vinham da Rússia e tentavam atrapalhar o diálogo sobre o conflito que acontece na Ucrânia”, disse.

0

Alvos militares e políticos

A Meta também está envolvida que derrubou uma ação criminosa em suas redes. Dessa vez, a análise de líderes políticos hackear contas de políticos e da Ucrânia, além de pelo menos um, para divulgar falsas.

Os responsáveis, de acordo com a empresa, são do grupo de hackers Ghostwriter, que tem como alvo os políticos do Leste Europeu há anos. Em novembro de 2021, a Meta anunciou que descobriu que os principais estavam ligados à Bielorrússia, e não à Rússia, como generation especulado.

A campanha resultou em diversas contas do Fb hackeadas e usadas para publicar publicações que mostram soldados ucranianos se rendendo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here