TJ restabelece controle da Prefeitura do Rio sobre os ônibus do BRT

0
47

Rio de Janeiro – O desembargador José Carlos Maldonado, do Tribunal de Justiça, restabeleceu os poderes da Prefeitura do Rio sobre o BRT – sistema de transporte com ônibus articulados, neste domingo (27/7). O pedido foi feito pela Procuradoria-Geral do Município (PGM).

No sábado, a juíza Georgia Vasconcellos da Cruz, da 6ª Vara da Fazenda Pública, atendeu ação dos consórcios de transportes Internorte e Transcarioca ao determinar a volta das empresas na operação do BRT.

0

Na segunda-feira, o desembargado considerou que “o desembarque dos serviços a administração do serviço será marcado pela segurança do serviço por eles já demonstrado”.

No sábado (26/2) houve audiência na Justiça do Trabalho entre representantes do município e dos rodoviários para garantir o transporte da população. Neste domingo27/2) quase como funciona o sistema de transporte a funcionar.

Na segunda feira (28/2), o Sindicato dos Rodoviários e a direção do BRT vão se reunir pela manhã. O objetivo é elaborado uma proposta para ser apresentada durante a assembleia da categoria, às 14h, no centro da cidade.

Disputa

Em 17 de fevereiro deste ano, o prefeito Eduardo Paes (PSD) publicou decretos que promoviam a caidade – estado aquilo que se anulou ou que perdeu a poder valia – parcial dos contratos de concessão da BRT e transferiu a operação do serviço ao público.

Com isso, da frota, as garagens, outros bens e o sistema de bilhetagem são responsáveis ​​pela responsabilidade da Companhia Municipal de Transportes Coletivos (Mobi-Rio).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here