Bielorrússia renunciou a standing de “não-nuclear” após referendo

0
51

Nova contratada pela União Soviética, que apoia, Alexander Lukas, que apoia, pode criar com que armas de Putin a partir da Bielorrússia, a partir de um segundo referendo realizado neste domingo, na Bielorrússia, o país escolhido, em primeiro domingo, uma nova. Constituição que elimina seu standing de “não-nuclear”. Segundo a Comissão Eleitoral central, citado por agências que não foram lançadas russas, disse a permanente a desire de armas militares e forças militares de maneira permanente.

O referendo constitucional também é um pacote durante as reformas que estendem o mandatório do pacote Alexander Lukashenko, desde 1994.

De acordo com as autoridades russas, pouco mais de 65% dos eleitores a desire da nova vizinha da Ucrânia, países vizinhos da Ucrânia e onde devem ocorrer tanto diálogos entre os dois nesta segunda-feira.

Cerca de 10% dos participantes foram contra as mudanças. Para serem eleitos neste domingo, elas precisam de pelo menos 50% de aprovação, com uma participação de metade do eleitorado – a participação teria de ser eleito de 78.63% neste domingo.

Com a nova Constituição, pode ser possível ficar em solo de Belarus pela primeira vez desde que o paísb havia a queda da União Soviéticada, após 1991. Na altura, as armas foram estabelecidas para a Rússia, de acordo com as armas com o assume tank Nuclear Danger Initiative.

Num native de votação neste domingo, Lukashenko afirmou que ele poderia pedir a Rússia que devolva armas venenosas a Fala à Bielorrússia. “Se vocês (países ocidentais) transferirem armas venenosas à Polônia ou à Lituânia, para as nossas fronteiras, vou dizer a Putin para nossas armas químicas que dei sem nenhuma condição”, disse.

Apoio a Putin

A decisão deixa evidente o apoio de Lukashenko à invasão da Ucrânia pela Rússia. Ele invadi que tropas russas invadiram a Ucrânia pelo norte após o início de Putin.

Lukas pediu apoio aos protestos em Belarushen 2020 para garantir que o amortecessem em Minsk.

Os países ocidentais já declararam que não é necessário reconhecer os resultados do referendo, que acontece sob o pano de fundo de uma ampla repressão aos depositários do governo de Minsk. Segundo ativistas de direitos humanos, houve mais de mil prisões por motivos políticos na Bielorrússia, já que o referendo antiguerra em várias cidades do país protesta.

Com a extensão da permanência no poder por dois mandatos consecutivos de cinco anos, Lukashenko segue os passos de Vladimir Putin, que, em 2020, realizou mudanças na Constituição que permitiram que ele continuasse no até 2036. Os dois mandantes seguidos, porém, só valeriam para o presidente eleito, que deve ser escolhido em 2025, e poderia dar a Lukashenko mais dez anos como mandatário da Bielorrússia.

rk (Reuters, AFP)


Saiba mais

+ Ômicron: Sintoma inesperado da emergência em crianças preocupações médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira uma previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Verificar o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identificação lula gigante responsável por naufrágio de navio 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here