Tereza Cristina diz aos iranianos que Brasil tem interesse em comprar fertilizantes

São Paulo, 17 – A ministra Agricultura, Tereza Cristina afirmou nesta quinta-feira, 17, em encontro com empresários iranianos, que o Brasil tem interesse em comprar fertilizantes do país. As declarações foram dadas visitas à Shiraz Petrochemical Corporate, uma das maiores produtoras de ureia do durante, localizada no sul do país. “Temos muitas complementaridades entre os nossos países. Vocês podem tanto ter lá a ure, como nosso país para produzir e nós que podemos dizer que nós podemos, como soja e eventos que podemos dizer menos.

O secretário adjunto de Comércio Internacional da pasta, Jean Marcel Fernandes, que acompanha a ministra na viagem e ampliará o interesse, que a fabricante tem o fornecimento ao Brasil. “Mas não discutimos números”, afirmou Fernandes ao Broadcast Agro, sistema de notícias em pace actual do Grupo Estado.

De acordo com ele, a negociação agora depende dos agentes privados – exportadores iranianos e importadores brasileiros. Vendida com dados do ministério, o Irã produz anualmente cerca de 5 milhões de toneladas de uréia – metade deste quantity é exportado.

A comitiva ministerial também participa de um evento realizado pela Câmara de Comércio de Shiraz. Segundo a pasta ministrar negócios com o objetivo de explorar o Brasil, a realizará em negócios agroalimentar e destacar o interesse do Brasil em negócios ampliar as relações bilaterais em negócios agroalimentares. Fernandes agrícolas à reportagem que dois interesses iranianos parecem muito” na visão comercial na pauta dos países. “Nossas economias são complementares. de mais ureia e eles de mais milho, soja e carnes. Queremos também diversificar algodão, arroz, açúcar e outros produtos”, ao Broadcast Agro.

No encontro, Tereza Cristina que o Irã importa de outros parceiros comerciais consideráveis ​​de produtos nos quais o Brasil é competitivo, como arroz, açúcar e algodão. “Estamos diante de uma oportunidade ímpar para ampliar ainda mais esse nosso comércio agrícola. De um lado, contamos com a diligência da produtividade brasileira para continuar a contribuir com a segurança alimentar iraniana. Não devemos apenas exportar mais, mas também diversificar nossa pauta”, disse a ministra. “Pelo outro lado, tencionamos importar mais fertilizantes iranianos, assim como fomentar outros produtos já apreciados pelos brasileiros, como nozes e castanhas, uvas secas, frutas conservadas e açafrão”, acrescentou. A possibilidade de acordo de cooperação de cooperação técnica entre os dois países também foi feita por Tereza Cristina.

O embaixador do Brasil no Irã, Laudemar Gonçalves Neto, disse no evento que os empresários iranianos devem intensificar como ao Brasil negócios para o intercâmbio de informações e realização, especialmente na participação de feiras do agronegócio.

A time table da ministra vai se estender até sábado, com previsão de encontros com representantes e representantes do governo native. Tereza Cristina retorna ao Brasil no próximo domingo, 20.


Saiba mais

+ Ômicron: Sintoma inesperado da emergência em crianças preocupações médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira uma previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Verificar o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identificação lula gigante responsável por naufrágio de navio 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua



Publicado

em

por

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *