Quantia apreendida com donos de supermercados chega a R$ 380 mil

0
62

UMA Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) encontrado mais R$ 260 mil reais em espécies com os donos de supermercado alvos da Operação Celarecom isso, o dinheiro em poder das investigações chega a R$ 380 mil.

Os dois alvos da operação são Marcelo Perboni, empresário do ramo de hortifruti, e Danilo José Bernardo Guinhoni, proprietário da rede de supermercados Dona de Casa. A polícia fez buscas e apreensões em imóveis e fazendas dos dois suspeitos de cometerem sonegação fiscal.

Acusados ​​de sonegar impostos, donos de supermercados são alvo da PCDF

No overall, são cumpridos de busca e apreensão no DF e em cidades de Goiás e Minas Gerais. Os donos de supermercados são acusados ​​de usar empresas de fachada para não pagar impostos.

A ação é coordenada pela Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Ordem Tributária (DOT), vinculada ao Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Decor) da PCDF. A investigação teve início em 2018 com base em relatórios produzidos pela Subsecretaria da Receita do Distrito Federal.

Veja o dinheiro apreendido nos mandados de busca:

0

O esquema

De acordo com a empresa, os negócios com a contratação da Fazenda contra um esquema fraudulento, criação de “laranja de fazenda”.

O mercado não prometido de gastar na hora o dinheiro pago de produtos, ao dinheiro pago de impostos sobre Circulação e Serviços (ICMS). Como atacadistas, constituídos por “laranjas de tributos adicionais, ficariam uma obrigação tributária que não pode ser ativada por meio”.

Os suspeitos estão sendo investigados crimes de associação criminosa, lavagem de pelos dinheiro, sonegação fiscal, uso de documento falso e falsidade ideológica; e podem pegar até 23 anos de prisão.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here