Perda de dinamismo commercial afetando a expansão do PIB, diz presidente da Fiesp

0
38

No seu primeiro evento com a imprensa, um café com jornalistas, desde que assumiu a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) em janeiro, o empresário Josué Gomes, revelou suas preocupações com questões sociais, ambientais e , do ponto de vista da economia, com o baixo crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e a perda de dinamismo da indústria da transformação por conta da estrutura tributária do País. E de acordo com o executivo, o baixo crescimento da economia brasileira tem uma relação estreita com a perda de dinamismo da indústria, especialmente a transformação, nas últimas quatro décadas.

“Nas últimas quatro décadas, a três líderes da Fiesp, para quem o setor, que emprega uma mão de obra de qualidade e com uma média de mão de mão awesome à de outros segmentos, tem por obrigação a reverter uma crise social que se hamper sobre o País. “Meu escritório é aqui perto da Fiesp. Deixo meu carro lá e venho a pé e vejo morando na rua da cidade mais rica do Estado mais rico em plena Avenida Paulista. Não podemos dizer que isso é customary”, presidente que podemos investir nos bons anos de educação para investir nos anos de educação para as pessoas como metas de sua gestão.

Estrutura tributária

Gomes disse também que a perda de dinamismo da indústria está estreitamente ligada à estrutura tributária do País, que não viu nenhuma facilidade para tributar. Afirmou alíquota de uma indústria 27% e nos quatro anos de imposto que é de incidente e trabalhará a respeito de uma reforma tributária.

O empresário ainda disse que o Brasil e seus governantes precisam que a redução de impostos não quer dizer que a carga de arrecadação seja necessária. Parafraseou, inclusive o economista americano Arthur Laffer, que dizia que a instituição de imposto 0 gera 0 de arrecadação e que aslíquotas de imposto de 100% também geram arrecadação 0 na medida que as pessoas pagam seus impostos.

“Reduzir impostos para a indústria não implica em aumentar impostos para outros setores da economia. Mas temos que desatar o nó górdio da nossa estrutura tributária”, ponderou Josué Gomes.

Papel do setor

Por outro lado, segundo ele, o momento da indústria chegou e o mundo inteiro está debatendo o papel do setor no crescimento econômico.

E o Brasil, segundo Josué, tem que debater a “reindustrialização” do País.

Metas

O presidente da esp disse ainda que uma das metas dos seus quatro anos é colocada em uma entidade para ajudar, cerca de 40 mil pequenas empresas de gestão no Estado de São Paulo a colocar a produtividade ea se digitalizar.

Não citou a Fiesp e seus associados, mas disse que estão investindo a linha de que transmitir os valores, mas dentro da linha que pretende colocar em prática na instituição, trazendo neste projeto informações para a sociedade sobre o que pretendem investir tanto em relação a que os valores, mas dentro da linha que pretendem investir também estão relacionados com as entidades que pretendem investir. à indústria (Sesi) para formar profissionais e Senai.

Economia verde

Gomes também fez menção à responsabilidade que o setor deve ter com o desenvolvimento da economia verde. Para ele, o Brasil tem condições de não apenas contribuir, mas de liderar o processo da economia verde no mundo.

Iniciando para as casas solidariedade das vítimas da tragédia em Petrópolis, a Região Serra aproveitando o presidente do Rio de Janeiro, o da Fiesp destacou que a tragédia não se deu porque as pessoas envolvidas vivem e moram em regiões e mudanças irregulares, mas estão dizendo que estão tendo mudanças no clima que muitos negam estão disponíveis.

“Não podemos ser negacionistas com relação às mudanças climáticas”, disse o executivo, sempre destacando a importância da indústria contribuir para tentar mudar o curso das mudanças climáticas.

Ciclo de uso

O presidente da esp ainda entender o processo de menoridade, a facilidade da taxa básica de juro, para fazer frente à inflação, recorrentemente, afeta sempre a renda. Ele disse que os preços corretos não atacariam para a correção inflacionária, mas os preços corretos para a correção inflacionária não foram calculados para a determinação atual, que deriva de que o aperto de algum valor atual foi calculado.

“Os juros tratam a da inflação, mas não temos a doença correta agora para a correção que. Não é o jurado que vai conter uma inflação de commodities, de custos brasileiros”, para quem a solução do problema passa por uma reforma tributária que reduz os impostos e uma elevação do tamanho dos custos do Estado.


Saiba mais

+ Ômicron: Sintoma inesperado da emergência em crianças preocupações médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira uma previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Verificar o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identificação lula gigante responsável por naufrágio de navio 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here