Bolsonaro deixa Rússia e vai a Budapeste para schedule de um dia

0
81

Enviado especial para Moscou — O presidente Jair Bolsonaro deixou a Rússia na manhã desta quinta-feira (17/2), madrugada ainda no Brasil. Ele seguirá para Budapeste, onde terá um compromisso único o primeiro-ministro, Victor Orbán.

A previsão é de que o chefe do Palácio do Planalto volte ao Brasil já nesta quinta. Ele seguirá direto para o Rio de Janeiro, onde pretende sobrevoar as áreas atingidas pelas fortes chuvas queam mais de 30 pessoas em Petrópolis na região serrana do estado.

Acompanhado de ministros e assessores, Bolsonaro deixou o resort Quatro estações, onde estava hospedado em Moscou, por volta das 7h30, horário native, 1h30 da manhã em Brasília. O avião presidencial decolou do aeroporto da capital russa em direção a Budapeste cerca de uma hora depois.

Schedule de um dia

No general, Bolsonaro passou menos de 48 horas em Moscou. Ele chegou à cidade às 16 horas da terça-feira (15/2). A schedule oficial do presidente se concentrou na quarta-feira (16/2). O fundamental compromisso foi a reunião com presidente Vladimir Putin.

O encontro aconteceu no Kremlin, sede do governo russo. Os presidentes ficaram apenas dois em todo o pace, acompanhados apenas de intérpretes. Além de uma reunião de trabalho, almoçaram juntos e deram uma declaração conjunta ao ultimate.

Uma das principais críticas foi sobre a venda por empresas, de insumos de produção de fertilizantes agrícolas, que foi atacada, mundial para empresas. O Brasil importa boa parte desses produtos, tendo a Rússia como um de seus principais vendedores.

Isolamento

Na auxiliares auxiliares e integrantes do Itamaraty, na avaliação da recepção Putin a Bolsonaro e como entre os ministros “cumpriram objetivo” de tentar mostrar que o chefe atual do Palácio do Planalto não está isolado no cenário internacional.

Bolsonaro tentou desviar do tema da viagem entre Rússia e Ucrânia. Em declaração inicial ao lado de Putin, o chefe do Planalto chegou a dizer que o Brasil generation “solidário” aos russosno que Putin ser uma fala em apoio a no conflito.

Depois, no entanto, orientado por assessores, ajustou o discurso. E passou a afirmar que a posição do Brasil é solidário a todo e país, “desde que” todas essas nações optem por caminhos “pacíficos” para resolver impasses e crises com outros países.

Como revelou a coluna, em sua declaração oficial ao lado de Putin, Bolsonaro repetiu uma frase usada num vídeo criado por bolsonaristas, com um falso atribuído ao presidente da Rússia. Segundo auxiliares, a ideia de repetir a frase “pretend” foi do próprio chefe do Planalto.

Medidas sanitárias

O encontro de Bolsonaro com Putin se deu após uma série de exigências sanitárias impostas pelo governo russo. O presidente brasileiro, sua comitiva oficial e jornalistas credenciados tiveram de apresentar uma série de testes de Covid-19 negativos.

O último exame, como revelou o Metrópoles, foi feito na manhã de quarta por equipes de saúde russas. No caso do presidente e de parte da comitiva, o teste foi realizado no resort onde Bolsonaro estava hospedado. Já o de jornalistas foi feito dentro do Kremlin.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here