Advogado comenta acordo de R$ 84 milhões entre Andrew e Virginia

0
39

Na última terça-feira (15/2), estampou as manchetes britânicas um acordo judicial entre o príncipe André e Virginia Giuffre, que acusou o monarca em agosto do ano passado de abuso sexual, quando ela ainda technology menor de idade. Estima-se que o acordo tenha chegado à quantia de 12 milhões de libras, que equivale a cerca de R$ 84 milhões.

O meio encontrado pelas duas partes para colocar um ponto ultimate ao processar Foi considerado, pelo ex-procurador assistente dos Estados Unidos, Mitchell Epner, como “a melhor das mais opções” para Andrew e uma “grande vitória” para Virginia.

Em entrevista ao portal britânico Replicate, Mitchell estimou que, dentro do valor especulado, come with pelo menos libras que serão consideradas vítimas, de 4 milhões de libras para 6 milhões de libras para honorários advocatícios e mais a quantia destinada a doações para agências de gestão.

Sobre a possibilidade do duque de York enfrentar a criminalidade, Epner afirma que as declarações da vítima até agora não são suficientes para fazer com os promotores estaduais de Nova York atrás de Andrew.

“O perigo actual para ele seria dizer algo em depoimento que poderia criar responsabilidade prison para ele (…) como esse depoimento não acontecerá agora… quase é certo que ele não enfrentará responsabilidade prison”, diz.

Em uma carta enviada ao tribunal distrital dos Estados Unidos por seus representantes, o filho de Elizabeth II elogia a “bravura de Giuffre e outros sobreviventes em defender a si mesmos e aos outros”.

Para Mitchell, o mostra que as alegações de Giuffre são “ajustar você você”, uma vez que você acha que você acha que está mentindo sobre você”, completa.

Sobre o caso

Andrew foi processado, em agosto do ano passado, por ter abusado sexualmente de Virginia Roberts Giuffre, de 38 anos, enquanto ela ainda technology menor de idade. Giuffre é uma das vítimas de Jeffrey Epstein, bilionário que manteve uma rede de tráfico sexual de, pelo menos, 36 menores.

O filho da rainha conhecido como, afirmado de alguma vez, reconhecido, não ter sido encontrado com reconhecimento. Contudo, uma foto que Andrew com o braço em volta da vítima segurava sua cintura, foi usada do caso. De acordo com a época, o príncipe teria abusado de três vezes quando, à época, tinha 17 anos.

André e Virgínia
Na imagem, Andrew aparece com o braço em volta da cintura de Virginia. Ao lado deles, a socialite Ghislaine Maxwell

Jeffrey faleceu em 2019, mas sua ex-namorada, Ghislaine Maxwell, que comandou junto a Epstein um esquema de pirâmide sexual de menores de idade, foi presa em julho de 2020. Ghislaine technology quem atraía as adolescentes para serem abusadas.

Por conta do escândalo, André perdeu os patrocinadores reais e os títulos. Além disso, é preciso mudar a Royal Resort, casa onde morava, dentro da propriedade da mãe, em Windsor, e passou a precisar pagar pela própria segurança.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here