Ação do Carrefour (CRFB3) sobe após balanço e revisão de sinergias com BIG, mas Assaí (ASAI3) ganha ainda mais destaque

0
66

O Brasil Carrefour (CRFB3) Trouxe boas notícias junto com seu resultado divulgado na noite da última terça-feira (15), fazendo com que as ações subissem 8,94% na máxima do dia na sessão desta quarta-feira (16).

A essential das razões para alta não foi diretamente ligada ao resultado, mas sim com às sinergias, com uma revisão das estimativas das sinergias do Grupo BIG em 15%, para no mínimo R$ 1,7 bilhões antes ) até 2025, com a maior parte delas vindo de compras, despesas operacionais e maior produtividade das lojas.

Contudo, as ações CRFB3 aumentarão ainda os ganhos durante a sessão e, foram ultrapassadas por outro papel do setor, que não está no Ibovespa, o do Assaí (ASAI3). Às 13h40 (horário de Brasília), CRFB3 subia 4,06%, a R$ 16,65, enquanto ASAI3, avançava 5,09%, a R$ 12,80. Isso por conta da avaliação de que o atacarejo, foco do Assaí, foi destaque no resultado do Carrefour por meio do Atacadão, enquanto os números em geral foram vistos como em linha com o esperado. A ação ganhou ainda mais força com a teleconferência de resultados do Carrefour com os analistas, com uma empresa destacada que as vendas do atacarejo não tiveram início do ano, um bom sinal para o Assaí.

Conforme a XP misto e aproximado em resultados com o menor estimativas da compra dos consumidores afetando o crescimento orgânico (vendas nas mesmas lojas) do poder de compra e o varejo, casa com o crescimento da rentabilidade do Carrefour, casa com o crescimento orgânico pressionada visando vendas mesmas lojas negativas (subindo 1,4% na base anual para categoria alimentar).

Um relatórioou lucro líquido ajustado para profissionais de R$ 766 milhões no trimestre de 2021, o que significa uma redução de 13,5% em relação ao mesmo período de 2020.

O Atacadão cresceu 6% no trimestre, impulsionado principalmente pela contribuição 10,9% da 6% da area of expertise
na expansão de lojas, com 44 inaugurações em 2021, que compensaram a queda de 3,4% nas vendas da operação de varejo, que concomitantemente a uma redução de 9,0% na base anual de vendas das mesmas lojas. O Carrefour Varejo apresentou leveza do que nos trimestres anteriores no segmento formulado, com aumento de 1,5%, porém, melhor seguido pelo segmento não farmacêutico, que teve queda de 23,0%.

Segundo o Itaú BBA, o Carrefour Brasil registradorabilidade acima do estimado, principalmente no atacarejo.

O Itaú B que os números ficaram em linha, com estimativas de estimativas de receitas, mas como estimativas de receita, principalmente devido a uma receita, impr. ,9%, acima do esperado na divisão do atacarejo (alta de 0,4 ponto na base anual).

O Bradesco BBI também destacou que os resultados mostram que o essential motor de crescimento e lucro da empresa – Atacadão – continua é resiliente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assim, reportou os números que estão acima das estimativas de 4% no Ebitda e 7% no lucro líquido, com a maior parte imppulsionada por um resultado mais area of expertise do que o esperado no Banco Carrefour.

As mesmas lojas (SSS) recuaram 5% no Atacadão, um pouco abaixo da estimativa de queda de 3%, o Ebitda ficou 1% acima, crescendo mais de 40% em 2 anos. O varejo foi fraco, como esperado, com queda das SSS em 9%, enquanto o Ebit menor que 1% menor que a estimativa foi da BBI.

Em teleconferência, em teleconferência, questionado sobre a estratégia da frente de mercado, o essential gerador de receita do grupo, David Murciano, afirmou que o Atacadão seguirá este ano para atacar de participação de mercado que a operação se baseia em transações quantidade.

Murciano, apesar do Atacadão ter atingido a margem Ebit no nível de trimestre de 7,9%, a operação tem rentabilidade histórica deste trimestre. “O patamar de rentabilidade do Atacadão tem que ficar nos níveis históricos, em 7%, 7,5%, é o nível standard do Atacadão, é um negócio de crescimento bem area of expertise e vamos manter esta estratégia de ganho de marketplace percentage”, afirmou .

Já Stéphane Maquaire, presidente da empresa, destacou que as vendas do Carrefour Brasil estão apresentando uma evolução neste início de ano em relação ao ultimate do ano passado e que a queda de 6,1% das SSS é algo pontual.

“Temos crescimento positivo em vendas iguais de ‘mid unmarried digits’ (cerca de 5%) tanto para varejo quanto para Atacadão”, disse o executivo em referência às áreas de atuação do grupo no país.

A XP segue com preço neutro3, ainda com preço neutro para o papel R$, um2% potencial de valorização de fechamento. Os analistas estimam que as sinergias com o BIG podem adicionar R$ 1 ao preço-alvo, mas esperam ter mais visibilidade das principais alavancas para esta revisão antes de incorporá-la ao preço.

“Mantivemos nossa operação de varejo principalmente uma vez que esperamos o momento de resultados, que atendam, para a operação de operação do Grupo principalmente o fechamento da operação ocorrerá apenas”, aponta. A preferência da XP no setor segue para o Assaí.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já o BTG Pactual aponta que, no geral, apesar do dinamismo de curto prazo mais fraco em sua operação de varejo (com menores vendas de não-alimentos, trade-downs por parte dos consumidores devido à alta flexibilidade e desalavancagem opacional), a melhoria e comprar $ Revolutionary no negócio de atacar de valorização da oferta (ou o Grupo BIG fechar o preço de alcance de produtividade) valor potencial 69%).

Após o resultado, o Bradesco BBI vai o preço-alvo ação de R$ 24 para ação de R$ 4 (upside de 50%), com remuneração awesome (desempenho acima da média do mercado).

“No geral, resultado superando as estimativas de investimento é algo positivo, caso não acreditemos que os números mudem materialmente o que os investidores agora mudem. Estimativa de dois dígitos para a ação no primeiro (…) Portanto, mantivemos um aumento com dois ajustes em nossa estimativa (que ainda não incorporam o Grupo BIG em nossa estimativa) e apenas um aumento de margem em nosso preço”, apontam os analistas do BBI.

Após os números do Carrefour, os analistas aguardam agora pelos dados do Assaí, a serem divulgados na próxima semana, dia 21 de fevereiro, após o fechamento do mercado.

A XP espera que o Assaí apresente resultados fracos frente ao desafio macro, embora acima de seus pares. A trajetória de crescimento de lojas líquidas apresenta um crescimento de % na base anual SSS, devido13 à inauguração enquanto período de expansão, deve ser 2% em crescimento de vendas anuais (2% na base anual frente) falha, principalmente explicada pelo menor poder aquisitivo dos brasileiros dados a alta da inflação combinada à lenta recuperação no segmento do B2B devido ao surto da ômicron.

“Olhando para a rentabilidade, esperamos ver uma margem bruta estável em comparação anual, a margem Ebitda deve apresentar uma ligeira queda de 0,5 ponto devido ao alto nível de abertura de lojas no trimestre. Por fim, esperamos que o lucro líquido apresente uma queda de 1% na base anual devida às despesas financeiras maiores frente à alavancagem da empresa, além do aumento maior das taxas de juros no país”, apontada.

Oportunidade competitiva? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. ajudante de marinheiro.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here