Saiba quem pode se vacinar nesta sexta (4/2) em SP, RJ, GO, MG e BA

0
50


De quarta para quinta-feira (3/2), o Brasil registrou 1.041 mortes provocadas pela Covid-19. Desde 18 de agosto do ano passado, não eram notificadas mais de mil mortes em um único dia. Com isso, a média móvel de óbitos chegou a 702, a maior desde 26 de agosto de 2021. O número também representa uma alta de 178% em relação ao verificado há 14 dias.

O país ainda computou nesta quinta-feira (3/2) novo recorde de contaminações em um dia: no general, foram confirmados mais 298.408 casos. A média diária de infecções pelo coronavírus está em 189.526, aumento de 72% em comparação ao índice de 14 dias atrás.

A alta se deve pela maior transmissibilidade da variante Ômicron. A notícia boa é que a cepa tende a ser menos agressiva em indivíduos com o ciclo vacinal completo.

Nessa esteira, as capitais brasileiras avançam na Campanha Nacional de Vacinação contra a doença, com aplicação de primeira ou segunda dose para crianças a partir de 5 anos, adolescentes, adultos e idosos. As cidades também aplicam a dose de reforço, considerada essencial por infectologistas.

Veja quem pode se vacinar nesta sexta (4/2):

São Paulo

Em São Paulo, crianças com comorbidades ou deficiências permanentes a partir de 5 anos recebem o imunizante pediátrico da Pfizer. Para o público sem comorbidades, também está disponível a Coronavac.

Adolescentes de 12 a 17 anos e maiores de 18 anos continuam elegíveis para a primeira dose. O intervalo da segunda dose é de 15 dias para quem recebeu Coronavac. No caso da AstraZeneca, é de oito semanas. Quem foi inoculado com Pfizer precisa aguardar 21 dias.

Imunossuprimidos graves com mais de 18 anos devem tomar duas doses adicionais. A primeira pode ser aplicada 28 dias após a segunda dose e o segundo reforço depois de quatro meses.

A aplicação ocorre nos megapostos, drive-thrus e farmácias parceiras, das 8h às 17h, e nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas, das 7h às 19h.

Veja locais e horários no website da prefeitura.

Rio de Janeiro

A cidade do Rio de Janeiro retoma a vacinação de crianças nesta sexta e sábado. O público com seis anos ou mais pode se dirigir às salas de imunização. Crianças com comorbidades ou deficiência permanente a partir de cinco anos também estão elegíveis.

Maiores de 12 anos continuam aptos a receberem a primeira dose, caso ainda não tenham se imunizado. Para segunda aplicação, os intervalos são de 12 semanas para a AstraZeneca, 28 dias para a Coronavac e 21 dias para a Pfizer. O reforço é inoculado em maiores de 18 anos com quatro meses completos da segunda aplicação.

Os imunizantes são aplicados na rede municipal de saúde: UPAs, hospitais, centros de emergência regional, centros municipais de saúde, clínicas da família e centros de atenção psicossocial tipo II e III.

Veja locais e horários de vacinação.

Goiás

A prefeitura de Goiânia não exige agendamento para a vacinação. Os postos para crianças são exclusivos para o público.

Adolescentes entre 12 e 17 anos, assim como maiores de 18 anos, continuam elegíveis para receber a primeira dose. A segunda dose é aplicada de acordo com os intervalos definidos no cartão de vacinas. O reforço pode ser inoculado depois de, no mínimo, quatro meses.

Veja mais detalhes na página da prefeitura.

Minas Gerais

Em Belo Horizonte, a prefeitura realiza a aplicação da quarta dose para pessoas de 70 anos ou mais com alto grau de imunossupressão, cuja dose adicional tenha sido há pelo menos 4 meses.

Crianças com comorbidades de 5 a 11 anos podem receber a primeira dose, assim como crianças sem comorbidades de 9 a 11 anos. A aplicação para maiores de 12 anos também continua, assim como a segunda dose.

O reforço é inoculado depois de quatro meses da segunda dose.

Veja horários e locais na página da prefeitura.

Bahia

A prefeitura de Salvador realiza o mutirão exclusivo da 3ª dose, das 8h às 16h, em quase 50 postos distribuídos pela cidade. Quase 534 mil soteropolitanos estão habilitados para receber a 3ª dose, mas ainda não compareceram aos pontos de imunização para receber o reforço.

Poderão se dirigir aos pontos de imunização pessoas com idade igual ou awesome a 18 anos com 2ª dose até 6/10/2021, e gestantes e puérperas que tomaram a 2ª dose até o dia 4/9/2021. Todos devem estar com o nome na lista no website da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), no endereço www.saude.salvador.ba.gov.br. No ato da imunização deverão apresentar cartão SUS e caderneta de vacina.

Durante o mutirão estarão suspensas as aplicações da 1ª e 2ª dose para todos os públicos, bem como também não será ofertada a 3ª dose para imunossuprimidos.

Veja mais detalhes na página da prefeitura.



Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here