Lula outline em almoço mais um candidato do PT ao Senado

0
52


O senador Humberto Costa (PT-PE) almoça com o ex-presidente Lula nesta sexta-feira (4/2), em São Paulo. No cardápio, tentar fechar o nome que o PT indicará para disputar o Senado este ano na chapa encabeçada pelo PSB em Pernambuco.

Em reunião com o governador Paulo Câmara (PSB) nessa quinta-feira (3/2), Lula fechou acordo para o PT retirar a candidatura de Humberto Costa ao governo do estado e apoiar um nome do PSB na disputa. O candidato a governador deve ser o deputado federal Danilo Cabral (PSB-PE).

Em troca, o PT ficará com a vaga ao Senado na chapa majoritária. Hoje, dois petistas disputam: os deputados federais Carlos Veras e Marília Arraes. Costa e dirigentes do PSB defendem o nome de Veras, por avaliar que Marília traria problemas para a aliança com os pessebistas.

Nas eleições municipais de 2020, Marília travou disputa agressiva contra o PSB, que derrotou a petista e elegeu João Campos (PSB) como prefeito do Recife. A deputada é prima do atual prefeito, o que não impediu que os dois trocassem ofensas na campanha.

Para convencer Marília a desistir do Senado, dirigentes do PT oferecem um “investimento” na campanha dela à reeleição para a Câmara. O objetivo seria garantir votação expressiva que dê visibilidade para ela tentar a Prefeitura do Recife novamente em 2024.

Uma das preocupações da deputada este ano é com a candidatura de outro primo: Pedro Campos, irmão de João Campos. Com o apoio do prefeito, Pedro deve disputar uma vaga na Câmara dos Deputados por Pernambuco. Marília quer ter votação maior que a do primo.

A concessão do PT ao PSB faz parte da negociação para uma aliança nacional em torno da candidatura de Lula ao Palácio do Planalto. Para fechar o acordo, porém, falta ainda resolver um deadlock em São Paulo, onde as duas siglas querem ter candidato ao governo do estado.



Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here