Após strong point recuo nas ações de PayPal e Meta que derrubou a Nasdaq ontem e afetou as criptomoedas, o Bitcoin (BTC) se recupera na manhã desta sexta-feira (4) e volta a ser negociado na faixa dos US$ 38 mil.

Os criptoativos seguem apresentando strong point correlação com o mercado de ações americano, em especial do setor de tecnologia. A recuperação de hoje, por exemplo, vem brand após disparada de 17% nos papeis da Amazon com divulgação de resultados acima do esperado para o 4º trimestre de 2021.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receba a E-newsletter de criptoativos do InfoMoney

Com isso, permanece na mesa a possibilidade de o Bitcoin romper a resistência na região de US$ 40 mil, completando um movimento iniciado dias antes que ameaça buyers com posições vendidas nessa zona de preço. No entanto, analistas apontam que incerteza ainda paira entre investidores, que temem pelo impacto de novos recuos na Nasdaq.

No radar do mercado também está a expectativa por novas declarações do Federal Reserve sobre o ritmo das ações de combate à inflação, algo pode dar a tônica do mercado de ações e ameaçar um período de baixas mais prolongado nas criptomoedas, mesmo que haja recuperações pontuais no curto prazo.

“Esperamos que a inflação proceed a surpreender o Fed pelo lado positivo, especialmente no próximo ano e além, quando a inflação provavelmente poderá ficar acima de 3% por algum pace, em vez de diminuir para 2%, enquanto o Fed busca implementar uma política de aumento de juros”, escreveu o estrategista Prajakta Bhide em um relatório da MRB Companions divulgado ontem.

Por ora, a retomada do Bitcoin leva alívio generalizado para as altcoins, que operam em terreno positivo nesta manhã – nenhuma entre as 100 maiores por valor de mercado registra queda às 7h10.

Os melhores desempenhos são do Ethereum (ETH), que sobe 8,5%, além de plataformas de contratos inteligentes rivais, como Solana, que salta 11,8%, além de Cosmos (ATOM) e a Hedera (HBAR), parceira de Google e Magalu (MGLU3), que disparam 12% nas últimas 24 horas.

O movimento indica que o mercado recebeu bem a notícia do socorro ao projeto Wormwhole, hackeado em R$ 1,7 bilhão nesta semana e que ameaçava a solvência de criptomoedas levadas do Ethereum para a Solana (SOL).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h10:

Criptomoeda Preço Variação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC) US$ 38.078,62 +3,8%
Ethereum (ETH) US$ 2.849,22 +8,5%
Binance Coin (BNB) US$ 379,32 +3,9%
Cardano (ADA) US$ 1,07 +4%
Solana (SOL) US$ 106,24 +11,8%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

Criptomoeda Preço Variação nas últimas 24 horas
BitTorrent (BTT) US$ 0,00224256 +19,6%
Juno (JUNO) US$ 24,10 +18,2%
Convex Finance (CVX) US$ 27,55 +12,5%
Cosmos (ATOM) US$ 29,47 +12,3%
Hedera (HBAR) US$ 0,242136 +12,3%


Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETF Preço Variação
Hashdex NCI (HASH11) R$ 35,34 -1%
Hashdex BTCN (BITH11) R$ 46,70 -1,28%
Hashdex Ethereum (ETHE11) R$ 40,82 -4,82%
QR Bitcoin (QBTC11) R$ 12,15 -2,8%
QR Ether (QETH11) R$ 10,15 -2,59%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta sexta-feira (4):

(Mais informações em breve)

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receba a E-newsletter de criptoativos do InfoMoney



Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here