Dizer que Sylvinho foi demitido aps ‘s trs jogos no ano’ incoerente demais

0
50



Sylvinho foi demitido do shipment de treinador de Corinthians após o terceiro jogo da equipe na temporada de 2022. Isso é um fato. Mas, dizer que esse fato é absurdo por ter sido apenas três jogos é incoerente.

É óbvio que o treinador não foi demitido por conta dos três jogos feitos em 2022. E acho que todo mundo sabe disso. Até porque, sejamos sinceros, tirando o jogo contra o Santo André, o Corinthians não apresentou um futebol tão lamentável para derrubar treinador nesse curto período.

Sylvinho foi demitido por conta de praticamente todo o período que esteve no comando. Foi demitido porque recebeu uma leva de reforços de primeira, como há tempos não se by the use of no Corinthians, e não conseguiu fazer um time competitivo. Foi demitido por não conseguir fazer um time com Renato Augusto, Willian, Giuliano, Róger Guedes e Paulinho ser ofensivo.

Sylvinho não tinha um centroavante? Jô precisou de seis minutos em campo hoje para mostrar que tinha. Pode não ser um Cavani, mas tinha. Mas o treinador passou metade do ano passado tentando improvisar Renato Augusto (???) do que insistindo em Jô. Busca alguém na base, arrisca um nome diferente, faz alguma coisa.

E como se não bastassem os erros dentro de campo, Sylvinho não conseguiu se conectar com a Fiel. E vamos ser sinceros? A torcida do Corinthians é o que o clube tem de mais importante. E ele tinha tudo para fazer essa história dar certo. Criado nas categorias de base do clube, campeão, honrou a camisa como jogador e ainda tem na bagagem uma experiência ao lado de Tite – um dos maiores ídolos da história do Timão.

Estranhamente Sylvinho preferiu se mostrar alheio ao torcedor alvinegro. Sempre fez questão de falar que não lia/by the use of críticas nas redes sociais. E as coletivas, então? A série de respostas incoerentes sobre os diferentes momentos do time soavam até como um desrespeito com o torcedor que acompanha o time, que sofre e que torce.

Na última entrevista como treinador do Corinthians, algo que ele claramente não imaginava na época, a prova para exemplificar perfeitamente o que disse acima. “Não muda nada, não muda absolutamente nada para o nosso ambiente. Ambiente muito saudável, haja visto os atletas (…) Ambiente nosso é extraordinário. Como te falei, não atrapalha nada”, disse o treinador ao ser questionado sobre as críticas da torcida.

Um técnico do Corinthians não pode, nunca, classificar o sentimento da Fiel como “nada”. Principalmente se ele não estiver agradando no trabalho feito.

Então, amigos, não repitam o discurso que não faz sentido demitir um treinador com só três jogos na temporada. Sylvinho foi demitido pelo conjunto da obra, por tudo que entregou desde o dia que assumiu a equipe. O erro, no meu ponto de vista, foi ter começado a temporada com ele no comando, não a demissão ainda no começo dela.

Vamos torcer, então, para que a diretoria alvinegra seja coerente na escolha do próximo nome. O Corinthians tem um grande elenco, melhor do que vimos nos últimos anos. E precisa de um treinador que saiba tirar de cada um desses grandes nomes o seu melhor.

Que 2022 comece brand para o Corinthians!

Veja mais em:
Sylvinho e Diretoria do Corinthians.

Este texto de responsabilidade do autor e no reflete, necessariamente, a opinio do Meu Timo.



Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here