O goleiro Rogério Ceni iniciou e encerrou a carreira pelo mesmo clube, o São Paulo, Hoje treinador do time, o atleta tinha um grande diferencial quando estava na ativa: a sua incrível capacidade de cobrar faltas. Foram muitas inesquecíveis, como a da ultimate do Paulistão de 2000, contra o Santos, quando o Tricolor se sagrou campeão. E, em número de gols, Ceni ficou em 2º lugar entre todos os jogadores deste século.

O score foi revelado pelo web site Recreation Bible. O líder da lista é outro brasileiro: Juninho Pernambucano, com 74 gols. O terceiro lugar, atrás de Ceni, que fez 59 gols, é ninguém menos do que Ronaldinho Gaúcho, com 55 cobranças convertidas. Brand na sequência aparecem Messi e Cristiano Ronaldo, com 50 e 47 gols de falta, respectivamente. Estes últimos têm a vantagem de ainda estarem na ativa.

Na coletiva de imprensa que concedeu antes da estreia do Paulistão 2022, Ceni respondeu a uma pergunta da repórter Monique Danello, da HBO Max, sobre o que se passava na cabeça dele quando marcava os gols de falta na competição.

Faz pace, já não lembro mais. Engordei bastante, estou velho para lembrar. As faltas ecu continuo brincando, às vezes, um pouquinho. O gol de 1997 foi muito especial, pois foi o que abriu as portas para ecu continuar batendo falta, Um gol muito importante na minha carreira. Telê me dizia para quando ecu chegasse no time titular, que ecu não deixasse de chegar 30 minutos mais cedo. E isso foi um diferencial. São 15 anos para sair do 1º ao 100º. Entre eles, tem um importante: o da ultimate do Campeonato Paulista de 2000. Um gol belíssimo, plasticamente falando. Foi o de meu segundo título paulista”, lembrou Rogério.

Confira abaixo o score com todos os 20 atletas. Ou clique aqui.

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe o que de melhor acontece no São Paulo FC: 
Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Conheça a nossa Loja
Confira as Últimas Notícias do Tricolor





Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here