Justiça decreta a prisão de três homens pela morte do congolês Moïse

0
72


Rio de Janeiro – A Justiça do Rio de Janeiro decretou a prisão dos três homens acusados de espancar e matar o congolês Moïse Mugenyl Kabagambe, em um quiosque na Barra da Tijuca, na zona oeste.

A juíza Isabel Teresa Pinto Coelho Diniz, do Plantão Judiciário da capital, decretou nesta madrugada (2/02) a prisão cautelar de Aleson Cristiano de Oliveira Fonseca, conhecido como “Dezenove”, Brendon Alexander Luz da Silva, o “Totta”, e Fábio Pirineus da Silva, o “Belo”.

0

Os três foram identificados após o depoimento de testemunhas que presenciaram o espancamento com um taco de beisebol. Moïse foi assassinado no último dia 24/1, após ir cobrar uma dívida de R$ 200 por um trabalho feito para o dono do quiosque.

A juíza afirma que, de acordo com a denúncia do Ministério Público do Rio, as investigações policiais apontam a autoria dos indiciados na morte do congolês. No entanto, ressalva ser necessária a realização de diligências para a elucidação dos fatos.

“Contudo, ainda existem diligências e atos investigativos a serem realizados a fim de que os fatos sejam melhor elucidados. A prisão temporária é espécie de medida cautelar que visa assegurar a eficácia das investigações para, posteriormente, possibilitar o fornecimento de justa causa para a instauração de um processo penal. Não se trata de prisão preventiva, obedecendo a hipóteses diversas, sendo uma espécie de prisão cautelar ainda mais restrita”, afirmou a magistrada na decisão.

Cenas brutais

As câmeras de segurança do quiosque Tropicália, que funciona na altura do Posto 8, registraram o espancamento sofrido pelo congolês Moïse, que generation um cidadão refugiado no Brasil.

Nas imagens, obtidas pelo Metrópoles, Moïse é atingido por pauladas na cabeça e nas costas, além de socos e chutes em diversas partes do corpo. As imagens fortes fazem parte da investigação sobre a morte do africano, que está sendo conduzida pela Delegacia de Homicídios, incluindo os momentos em que tentam reanimá-lo. Veja:



Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here