[ad_1]

Nos últimos três anos, “a renda fixa nunca foi tão variável”, segundo Frederico de Souza Lima, gestor da Angá Asset. Pandemia, queda dos juros seguida por uma retomada abrupta e eleições são fatores forçaram os investidores a rever estratégias. Embora os fundos de renda fixa tenham dominado o mercado em 2021, foram inúmeros os desafios para obter boa rentabilidade e se destacar entre os pares.

Esse foi o tom da reside promovida pelo InfoMoney, nesta quinta-feira (27), para revelar quais foram as carteiras vencedoras do score InfoMoney-Ibmec de Melhores Fundos, edição 2022, na categoria Renda Fixa Crédito Privado.

O melhor fundo foi o ARX Everest FIC Renda Fixa Crédito Privado, um fundo top grade de perfil conservador, que investe em debêntures, letras financeiras de grandes instituições e alguns FIDCs (fundos de recebíveis) e CRIs (certificados de recebíveis imobiliários).

O segundo melhor fundo foi o Icatu Vanguarda Credit score Plus FIC Renda Fixa Crédito Privado, também de perfil top grade, com a sua carteira composta por CDBs, debêntures e FIDCs, além de  papéis de algumas companhias de capital fechado e bonds (títulos internacionais).

Já na terceira posição ficou o Angá Prime Yield FI Renda Fixa Crédito Privado, o mais arrojado entre os três fundos, que investe em FIDCs estruturados pela própria Angá junto a seus parceiros.

Estratégias vencedoras

A estratégia do ARX Everest FIC Renda Fixa Crédito Privado para se consolidar como melhor fundo da categoria reuniu dois elementos: saber se posicionar nos diferentes ciclos do mercado e uma análise minuciosa do perfil de crédito dos emissores que o fundo acessa.

Pierre Jadoul, gestor de crédito privado da ARX, explicou que uma das prioridades do fundo foi entender para quais emissores estavam emprestando recursos, visando a capacidade de pagamento deles.

Entender os ciclos do mercado e os níveis de unfold também foi essencial para saber quando generation necessário reduzir o risco, aumentar a liquidez ou optar por ativos menos líquidos, mas com boa capacidade de pagamento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para Frederico de Souza Lima, gestor da Angá Asset, o grande diferencial do Angá Prime Yield FI Renda Fixa Crédito Privado foi a capacidade de escolher ativos defensivos e resilientes que permitissem atravessar momentos de crise e turbulência.

Embora o fundo seja mais arrojado do que os pares, Frederico explica que metade do patrimônio do fundo está em crédito estruturado, enquanto a outra parcela é conservadora, alocada em títulos de emissão de instituições financeiras.

Já para Antônio Corrêa, portfolio supervisor da Icatu Vanguarda, o sucesso do fundo Icatu Vanguarda Credit score Plus FIC Renda Fixa Crédito Privado foi fruto de três fatores: alinhamento grande entre os investidores e a gestão ativa e passiva do fundo. Além disso, também pesaram o conhecimento profundo das empresas para saber quais teses navegariam melhor em um período de crise e uma equipe robusta de gestores para analisar os produtos.

Perspectivas

Com o período eleitoral chegando, os gestores acreditam que o primeiro semestre de 2022 deve se caracterizar por um enorme fluxo de empresas vindo a mercado para antecipar dívidas ou captações de recurso. “Todos vão querer se antecipar à volatilidade do ano eleitoral”, afirma Frederico de Souza Lima.

Neste cenário de volatilidade, a Angá Asset encontra oportunidades em novos segmentos facilitados pela tecnologia, por exemplo, o das fintechs que atuam no financiamento de instalação de sistemas de placas fotovoltaicas – oportunidades antes pouco acessadas pelo mercado de capitais.

Já a Icatu deve continuar focada nas estratégias que lhe propiciaram bons retornos nos últimos anos, investindo em ativos de infraestrutura que remuneram a IPCA mais 7% ao ano – ou acima deste patamar. Antônio Corrêa aponta que também enxerga oportunidades em companhias de capital fechado.

Jadoul, da ARX, afirma que em tempos de juros elevados – que podem atingir o patamar de 12% ao ano – e inflação crescente, há oportunidades em setores defensivos e que não dependem da economia doméstica diretamente. “Aceitamos investir em produtos mais ilíquidos, mas que oferecem um risco e retorno melhor, desde que não representam acima de 20% da posição”, diz.

Melhores fundos de previdência

A programação do Onde Investir 2022 – evento on-line e gratuito promovido pelo InfoMoney, em parceria com a XP Investimentos – continua nesta sexta-feira (28) com a revelação dos campeões na categoria previdência do score InfoMoney-Ibmec de Melhores Fundos, edição 2022. A reside contará com Werner Roger, CIO da Trígono, e Christopher D. Smith, sócio e gestor de crédito da Capitânia Investimentos. Acesse aqui o hyperlink da transmissão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Onde Investir 2022: especialistas explicam o que fazer com seu dinheiro em ano eleitoral em um e book gratuito!

[ad_2]

Supply hyperlink