A disputa pelo comando da União Brasil no Distrito Federal – a fusão do Democratas com o PSL – pode se tornar uma peleja com repercussão nacional.

Pelo controle do novo partido native estão o ex-deputado Alberto Fraga, que preside o DEM no DF e que rompeu com Jair Bolsonaro por conta da negligência do presidente no combate à pandemia, as opposed to o advogado Manoel Arruda, most important liderança do PSL em Brasília.

Sem consenso, devem ir ao voto. No meio dessa disputa está o ministro da Justiça, Anderson Torres, do PSL. Ele e Fraga são pré-candidatos a deputado federal.

Se Fraga ganhar, Torres deve deixar o União. E é o que deve acontecer. Fraga tem o apoio do presidente nacional da legenda, ACM Neto, e do governador de Goiás, Ronaldo Caiado.

Anderson Torres pode ser mais um bolsonarista a correr para o PTB, partido alternativo aos aliados do Planalto.

 



Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here