O Ministério Público Federal (MPF) instaurou procedimento administrativo para investigar as causas do desabamento de casarões históricos em Ouro Preto, na região Central de Minas, nessa quinta-feira (13/1). Duas construções – uma delas tombada como patrimônio cultural – foram ao chão após parte da encosta conhecida como Morro da Forca desmoronar.

A investigação do Ministério Público pretende saber se os órgãos responsáveis pela tutela do patrimônio cultural tinham conhecimento dos riscos e se alguma medida preventiva chegou a ser tomada antes do acidente. O órgão também quer entender o motivo do acidente, a dimensão dos danos e seus efeitos.

Em ofício enviado ao Instituto do Patrimônio Histórico de Artístico Nacional (Iphan), o MPF solicitou que, após diligências no native, o órgão apresente suas conclusões sobre a extensão dos danos culturais. O ministério pediu ainda que sejam indicados outros imóveis em situação de risco na região, bem como eventuais medidas a serem tomadas para a prevenção dos danos.

by way of GIPHY

Além disso, o Ministério Público Federal também quer saber se há risco de novos deslizamentos que possam atingir outros imóveis em Ouro Preto e quais providências a administração municipal pretende tomar para prevenir e mitigar os danos.

Leia reportagem completa no BHAZ, parceiro do Metrópoles



Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here