Hipercolesterolemia ou colesterol alto é a conhecida condição na qual a taxa de LDL (o colesterol ruim) eleva consideravelmente, causando potenciais riscos à saúde. Considerando a gravidade da situação, um estudo publicado na revista The American Magazine of Scientific Vitamin constatou que comer duas maçãs (ou cerca de 340g) por dia traz resultados significativos ao bem-estar e ajuda a reduzir em 5% as taxas de colesterol general e os níveis de LDL.

Os autores analisaram 40 pessoas, entre homens e mulheres, com média de idade de 51 anos. Todos tinham uma dieta saudável, mas sem fins de emagrecimento. Eles foram comparados a um grupo controle, que também comia de forma saudável. O único diferencial foi o acréscimo de duas unidades da fruta ao cardápio.

Após oito semanas, os cientistas observaram a diminuição nas taxas de colesterol general e no LDL. As justificativas encontradas? A presença de compostos fenólicos – antioxidantes – e alto teor de fibras das maçãs. Além disso, houve uma redução na molécula de adesão vascular, que induz a formação da placa de gordura e o entupimento das artérias.

0

Riscos do colesterol alto

Além de questões comportamentais da alimentação, fatores genéticos também podem favorecer a predisposição ao colesterol alto. Vale destacar que ele nem sempre apresenta sintomas e, por isso, pode ser ainda mais preocupante.

Alimentação rica em gordura, sedentarismo, tabagismo, excesso na ingestão de bebidas alcoólicas e genética são fatores que colaboram com o aumento do colesterol.

Fora isso, mulheres na fase de menopausa também se mostram mais suscetíveis a desenvolver o quadro.

E você, já consumiu uma maçã hoje?

(*) Thaiz Brito é nutricionista pós-graduanda em Nutrição Esportiva Clínica





Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here